28 fevereiro, 2013

Véio Bodão - André Vieira (Panorama FM)


De segunda à sexta das 16h às 18h a Rádio Panorama FM esbanja irreverência e muita descontração, participação ao vivo dos ouvintes, perguntas e muitas piadas regionais.

O personagem Véio Bodão faz as tardes custodienses ficarem mais animaidas quando sintonizam a nova PAN.

Para quem nunca ouviu, vale a pena ouvir as fuleiragens do Véio.

Estou esperando vocês. Tá na PAN, tá bom demais.

André Vieira

Acesse: http://www.panoramafmcustodia.com.br/

Nordestino é o mais feliz do Brasil segundo IPEA



Um estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que, apesar de pobre, a região mais feliz do Brasil é o Nordeste, com nota média (em uma escala de 0 a 10) de 7,38. Se fosse um país, estaria em 9º lugar no ranking global, entre a Finlândia e a Bélgica e acima de 94% das 146 nações pesquisadas. As médias das demais regiões brasileiras são 7,37 no Centro-Oeste, 7,2 no Sul, 7,13 no Norte e 6,68 no Sudeste.

Já o Brasil, com média nacional de 7,1, ficaria na 16ª posição entre os países mais felizes do globo no ranking medido pela Gallup World Pool. Em 2010, esta mesma classificação apontava uma felicidade média do brasileiro de 6,8. 

Para o presidente do Instituto, Marcelo Neri, embora os indicadores mostrem crescimento econômico pouco expressivo este ano, a satisfação do brasileiro não tem sido afetada drasticamente. "Temos mais felicidade que dinheiro no bolso", afirmou. "O brasileiro é consumista, mas não é isso que o define.

Os dados mostram que a felicidade aumentou ao longo do tempo e que a variação de renda não implica em grandes variações de satisfação," disse, destacando que nenhum outro país é tão "insensível" à variação de renda, em comparação a outras nações.

Por outro lado, o estudo mostra que a satisfação aumenta conforme a renda sobe. Para os brasileiros que não têm rendimento a nota média foi 3,73. Já aqueles que vivem com até um salário mínimo, foi 6,53. Já quem tem renda superior a R$ 5.451, a nota foi 8,36. Em relação à escolaridade, pessoas sem instrução deram uma nota média de 6,4. Aqueles com o ensino fundamental completo, pontuaram 6,95, e com o ensino médio completo, 7,17. Com ensino superior completo, a média foi 7,85.

(IPEA)

Aspectos Físicos, Geográficos e Demográficos do Município

Foto: Pedro José


- O município localiza-se na mesoregião do Sertão de Pernambuco e microrregião do sertão do moxotó.

- Área territorial – 1.484,6 Km²

- Porcentagem sobre o Estado – 1,5%

- Percentagem sobre a mesoregião – 3,26%

- Percentagem sobre a microrregião – 14,46%

- Altitude – 543 metros

- Latitude – 08° 05′ 15”

- Longitude – (W.Gr.) 37° 38′ 35”

- Distância da capital – 335km

- Clima predominante – Semi-árido quente, com temperatura média anual de 25°C, precipitação média anual em torno de 600mm, com os meses mais chuvosos de fevereiro a abril.

- Bacia hidrográfica – Moxotó e Pajeú. Principais rios e riachos: Custódia, Cupiti, Várzea, Sabá, Quitimbu, etc, apresentando regime temporário.

- Capacidade de acumulação das barragens – 48.548.900m³.

- Vegetação característica – Caatinga hiperxerófila.

- Solos predominantes – Argiloso, arenoso com presença de pedras e rochas.

- Relevo – ondulado, com presença de algumas serras e serrotes importantes, tais como: Serra do Sabá, Serra da Torre, Serra de João Dias, Serra da Velha Chica, Serra do Cruzeiro, Serrote do Bode, Serrote da Cinza, Serrote Mandacaru, etc.

- Limites – ao norte com Iguaraci e Carnaíba; ao Sul com Ibimirim e Floresta; ao Leste com Sertânia e ao Oeste com Betânia e Flores.

- População estimada – 37.633 habitantes, conforme IBGE (2021).

27 fevereiro, 2013

Mesa de Bar - Por José Carneiro


MESA DE BAR
J.Carneiro

Não vale nada ser rico ou ser pobre
Ser branco ou negro conta não se faz
E muito menos ser plebeu ou nobre
Em mesa de bar todos são iguais.

Na mesa do bar nada a gente encobre
E tudo vem à luz sem mais nem mais
A mágoa oculta logo se descobre
E o fel do amor no vinho se desfaz.

Na mesa do bar se faz o que sente
O que se sente se diz à vontade
E quanto mais se fala mais se mente.

Mas mente sem sentir que estar mentindo
Ou mente mas sentindo ser verdade
Não mente quem diz o que estar sentindo.

Acróstico PEDRO - Por Francisco Alves



Pedro,  que a paz esteja contigo nesta data tão especial...
Esta data  que é muito importante pra todos nós seus amigos e parentes
Dessa vida Pedro,  só levaremos apenas as boas amizades e o nosso legado
Realmente você, é uma pessoa que muito fez  pelo seu semelhante
Orgulho-me muito de ser seu conterrâneo e em especial seu amigo!

                                                             Francisco Alves

26 fevereiro, 2013

(Nidinho de Biu) concede entrevista para Nova Pan FM


Presidente da Câmara Ivanildo Luiz da Silva, (Nidinho de Biu) concede entrevista para Nova Pan FM, minutos antes do inicio da sessão ordinária da Câmara Municipal de Custódia.

(É motivo de muita satisfação ver a Casa João Miro da Silva sempre cheia) segundo ele.

E ainda, parlamentares elogiam forma de condução do presidente da casa sempre centrado, dando oportunidades a todos os colegas de forma igualitária.

Por NOVA PAN FM

Custodiense é homenageado com nome de rua em SP



Através do Projeto de Lei 012/2007, de autoria do vereador CLAUDIO EVANGELISTA DA SILVA e demais vereadores, aprovado por unanimidade na Câmara, a Rua Passeio Cássia, localizada na Vila Minas Gerais, passou a ter a denominação de “Rua JOSÉ RODRIGUES SIQUEIRA”.

Popularmente conhecido como “Seu Zequinha”, José Rodrigues Siqueira nasceu no Município de Custódia, Estado do Pernambuco, aos 05 de Agosto de 1926, filho de Manoel Alves Siqueira e Quitéria Rodrigues de Almeida.

Chegou no Município de Teodoro Sampaio em 1952, ainda solteiro, proveniente de Pernambuco. Veio trabalhar na derrubada da mata na Fazenda Cuiabá. Aqui casou-se com a Sra. Generosa Nunes de Magalhães Siqueira (D. Lozinha), com quem teve 08 (oito) filhos: Carlos Alves Siqueira, Davi Alves Siqueira, Elias Alves Siqueira, Maria Aparecida Siqueira Medeiros, Hélio Alves Siqueira, Susana Alves Siqueira, Zélia Alves Siqueira e Paulo Alves Siqueira. Seu Zequinha, depois foi meeiro, comerciante e funcionário público municipal, no cargo de servidor braçal, entre 1975 e 1986.

Veio a falecer em 25 de Fevereiro de 1986, aos 59 anos, deixando muitas saudades aos seus familiares e ao grande número de amigos que residem no Município de Teodoro Sampaio, município este que ele ajudou a nascer e juntamente com sua família contribuiu para com o seu crescimento e desenvolvimento.

Fonte: Câmara Municipal de Vereadores de Teodoro Sampaio-SP

25 fevereiro, 2013

A Saga de um Pedro - Amor e luta traçando destino [1ª edição esgotada]


Esta é uma obra em cujos textos há a marca da trajetória de vida real de um homem, que traçou seu destino à custa de muita luta. Às vezes adquire características de ficção, por toda a intensidade que ele vivencia cada uma das situações, com ousadia e às vezes com extremo bom humor. Vencer na vida, proporcionar melhores condições a si e a sua família, foram motivos suficientes para movê-lo com obstinação na busca pelos seus sonhos e ideais.

O autor teve o devido cuidado em narrar a história com fidelidade e utilizando do recurso de tornar o próprio protagonista em narrador, conferiu maior veracidade à história, tornando-a intensa, forte, emocionante, divertida, sobretudo, uma história humana de luta e de amor, traçando o seu destino.

Celêdian Assis de Sousa - Belo Horizonte/MG 
(Colaboradora do Gândavos)

Livro:
A saga de um Pedro - Amor e luta traçando destinos
Autor: Carlos Lopes
Preço: R$ 25,00 (livro+envio) 
Em Custódia: R$ 20,00 (Com seu Zé das Máquinas)
Adquirir através do e-mail: gandavos@hotmail.com



Carlos Lopes é colaborador do Blog Custódia Terra Querida, Gândavos e do Famílias Lopes & Santos. 

Publicações BCTQ - Clique Aqui
Blog Gândavos - Clique Aqui

Edilson - Goleiro Muralha


Damião Edílson da Silva Pereira, goleiro de Futebol com inscrição na Federação Pernambucana de Futebol nº 101.732 e CBF nº 370.453. Tem 17 anos, e mede 1,78cm.

Disputou o Campeonato Pernambucano de Juniores 2011 pelo Araripina F.C.

Atualmente sofre com uma fratura no cotovelo esquerdo, ocorrido em 22 de julho de 2011. "A recuperação é lenta, estou lutando sem medo, até porque sai muitas vezes de Custódia para a capital, sozinho, e as vezes só, com o dinheiro da consulta. Muitas vezes fui no ônibus do TFD - Tratamento Fora de Domicílio, de propriedade da Prefeitura de Custódia. A minha contusão só me fez mais forte, fez passar por experiencias em uma capital sozinho, aprendi muito. Foram várias quedas nesse período, aprendi muito com a vida, e sei que ainda posso levantar, basta acreditar e ter fé que Deus vai realizar."

Quando perguntamos o que ele pensou no momento da contusão, a resposta é dada com muita emoção:

"No momento que cai, olhei para meu braço, vi ele cair de lado, senti uma dor enorme. Não era uma dor física, pois estava de sangue quente, e sim uma dor psicológica, que até hoje quando comento, me emociono. Quando entrei na sala de RX chorando, pensei na minha mãe, que lutou muito para eu evoluir na minha escolha que foi ser goleiro, e apartir dai, pensei que a vida não faria mais sentido."

A contusão aconteceu em um amistoso entre a ONG Centro Educacional e Esportivo, Amando, Vivendo e Aprendendo, contra a equipe do seu futuro empresário Denô (ex-jogador de futebol) no qual estava defendendo.

Edilson ainda lembra que este amistoso aconteceu numa sexta-feira, no dia seguinte pela manhã, ele iria ter seu primeiro jogo oficial em Recife pela equipe de DENÔ (ex-Sport), em jogo válido pelo o Campeonato da RPA. 

Dois meses após essa partida, ele iria jogar o Campeonato Pernambucano de Futebol sub-17, junto com Klériston Gustavo, outro custodiense que arriscava seus sonhos na capital longe da família.

Edilson nos contou ainda que até hoje não sabe o motivo exato de não ter a amplitude do seu cotovelo de volta, já que realizou todas as sessões de fisioterapias e Hidroterapias. O arqueiro custodiense tinha muitos admiradores em Custódia e na Região. Acredita que ainda pode voltar a jogar, isso porque este mês irá procurar um tratamento mais avançado e complexo no Recife. Ele se entusiasma em fala sobre esta possibilidade. Seu grande sonho é um dia chegar a ser profissional e levar o nome de Custódia para maiores patamares no esporte. 

Boa sorte Edilson!

Por Blog Custódia

Famílias de Custódia começam a receber filtros da Operação Seca



As famílias da zona rural de Custódia começaram a receber os filtros fornecidos pelo Governo Estadual através da Operação Seca junto a CODECIPE (Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco). A entrega aconteceu no domingo (24) na Associação Comunitária dos Agricultores Sítio Carvalho e na Associação do Vale do Moxotó, zona rural de Jarimatáia.

Os filtros de água, conforme estabelece o programa “Operação Seca” do governo do Estado, visam prevenir possíveis doenças causadas pela ingestão da água não tratada transportada pelos carros pipa até às comunidades rurais além de oferecer água tratada e minimizar as consequências da estiagem que ainda atinge vários municípios pernambucanos.

Tem direito ao cadastro para recebimento dos filtros famílias com crianças menores de cinco anos, que tem membros portadores de necessidades especiais e que não possuem filtros em casa. Os formulários de cadastro das famílias serão enviados à CODECIPE.

O Prefeito, Luiz Carlos, destacou a importância do programa. “A Operação Seca vem suprir a carência das famílias da zona rural. A água filtrada é a uma maneira simples e eficaz de medida preventiva de saúde pública”, disse. Na ocasião estavam presentes o Prefeito, secretários, vereadores e lideranças locais.

Fonte: Dárcio Rabelo

Comunicado Blog Custódia - Política




O Blog Custódia durante os seis anos de existência se tornou uma referência na internet em assuntos relacionados à cidade de Custódia. O público cativado nesse tempo ampliou número de visitas e consequentemente de cobranças em relação a suas publicações. Ficando assim, inviável publicar apenas conteúdos históricos como vinha acontecendo.

Nos últimos meses fora feitas alterações, procurando diversificar o máximo os conteúdos publicados e de layout. A receptividade aos novos assuntos postados tem sido satisfatórias nas últimas semanas.

A proposta inicial do Blog passou então a se misturar com mais assuntos relacionados à história da cidade, todos de maneira a informar os custodienses sobre assuntos de certa forma importantes para a cidade como para o cidadão comum.

Contando com uma boa quantidade de colaboradores, dos mais variados estilos, recebemos neste período de existência diversos textos, histórias, narrativas, comentários, fotos, etc. Verdadeiras relíquias do passado de nossa cidade.

Hoje o Blog tem um verdadeiro acervo à acerca de assuntos relacionados ao passado da cidade. Ainda não é o satisfatório, acreditamos haver muito assunto a ser explorado e narrado por mais colaboradores.

Por diversas vezes tentamos pausar o site para reformulações, sem sucesso em todas elas, pela quantidade de colaborações enviadas semanalmente, ficando assim inviável fazer uma pausa. 

O novo público adquirido, cobrou publicações diferentes, não se contentando apenas com matérias do passado. Queriam outros assuntos abordados.

Alguns desnecessários, como: acidentes, fofocas, ataques pessoais, divulgação de comércios entre outros assuntos.

O visitante do Blog Custódia nunca acessará em nossas páginas conteúdos polêmicos. Em relação a divulgação do comércio local, estamos analisando a melhor forma de divulgar, aliando patrocínio a um bom informativo do que a cidade oferece, divulgando não só aos residentes, mas também, para os que residem fora ficarem informados pela internet.

Sabemos que alguns tipos de conteúdos polêmicos e apelativos rende um bom número de visitas. De forma alguma vamos nos aproveitar desse recurso para atrair visitantes ao nosso Blog Custódia, ele continuará a ser uma ferramenta séria, levando para dentro das casas onde são acessados, assuntos sérios, que realmente seja informativo e útil as pessoas.

Um dos assuntos mais solicitado para publicar, foi sobre a política local. Como foi dito acima, queríamos manter o foco do blog preso ainda a postagens de assuntos passados e históricos. Sabemos que é extremamente delicado postar assuntos políticos em nossa cidade.

Diante do exposto, resolvemos encarar o desafio, acatamos publicar a partir de agora, assuntos políticos. Procuraremos de forma imparcial postar conteúdos de forma compromissada e democrática, visando melhorar em vários sentidos a cidade de Custódia com informações relevantes.

A partir de agora, tanto os políticos da situação, como de oposição, poderão enviar conteúdos para serem publicados em nossas páginas. Nossa obrigação será manter o nível de qualidade pelo qual o Blog conquistou ao longo dos anos.

Por Paulo Peterson e demais colaboradores

Ps. Se possível, deixe seus comentários, críticas, sugestões. Sua colaboração será de suma importância para nosso aperfeiçoamento. Grato

24 fevereiro, 2013

Nova Pan FM transmite Plenário da Câmara


Não percam na próxima terça-feira transmissão ao vivo do Plenário da Câmara Municipal de Vereadores, a partir das 10:00h da manhã, pela Rádio Nova Pan FM, a primeira do lado esquerdo do seu rádio 87,9 FM.

Toada em memória de nossos pais


Filhos de Custódia homenageiam seus pais Carlos Milton Mansidão e Izabel Mansidão

Último dia II Festival de Massas e Crepes - Hotel Macambira


Durante os dias 22, 23 e 24 de Fevereiro, o  Hotel e Restaurante Macambira realizará mais um Festival de Massas e Crepes. Aproveite, pratos a partir de R$ 18,00.

Você não pode perder! 

Cemitério Pernambucano (Custódia)


A titulo de colaboração um pequeno comentário a respeito do Livro Quaderna nosso poeta maior, JOÃO CABRAL DE MELO NETO, onde ele nomeia nossa Custódia em um dos seus poemas.

O Livro Quaderna foi publicado primeiramente em Portugal, no ano de 1960. Sua escrita iniciou em 1956, quando João Cabral, trabalhando como cônsul, foi removido para Barcelona e autorizado a residir em Servilha, a fim de fazer pesquisas no Arquivo das Índias. No Brasil, foi publicado em 1962, juntamente com “os dois parlamentos” e “serial”, em um livro chamado Terceira Feira.

“Após tematizar a morte em “Morte e Vida Severina”, João Cabral a presentifica em Quaderna com os poemas dedicados ao cemitério. São quatro aparições que surgem localizados geograficamente no titulo a abaixo dele: “Cemitério Paraibano” (Entre Flores e Princesas), “Cemitério Pernambucano” (Custódia), “Cemitério Pernambucano” (Floresta do Navio) e “Cemitério Alagoano” (Trapiche da Barra). 

Tal localização, no entanto, demarca o espaço regional, mas acima de tudo, as descrições feitas permitem que sejam identificadas as regiões. Desse modo, percebe-se que a identificação geográfica precisa não impede ao poeta revelar, até mesmo no tratamento da morte, a diferença entre as regiões mais e menos favorecidas financeiramente.”

Em “Cemitério Paraibano” (Entre Flores e Princesa), João Cabral considera o cemitério uma casa. A comparação envereda para outro ponto, transformando-a em um espaço necessário e coletivo:

Uma casa é o cemitério
dos mortos deste lugar.
A casa só, sem puxada,
e casa de um só andar.

E da casa só o recinto
entre a taipa lateral.
Nunca se usou o jardim;
Muito menos, o quintal.

E casa pequena:própria
menos a hotel que a pensão;
pois os inquilinos cabem
no cemitério saguão,

os poucos que, por aqui
recusaram o privilégio
de cemitérios cidades
em cidades cemitérios.

Mesmo que delimite a região geograficamente, em “Cemitério Pernambuco” (Custódia), a descrição do espaço o aproxima do que foi representado no poema anterior. Percebe-se uma realidade semelhante à que foi descrita, ao revelar a dificuldade financeira que assola seus habitantes e os acompanha na morte:

E mais prático enterrar-se
em covas feitas no chão:
ao sol daqui, mais que covas
são formos de cremação.

Ao sol daqui, as covas logo
se transformam nas caieiras
onde enterrar certas coisas
para, queimando-as, fazê-las:

assim, o tijolo ainda cru,
as pedras que dão a cal
ou a capoeira raquítica
que dá o carvão vegetal.

Só que nas covas caieiras
nenhuma coisa é apurada:
tudo se perde na terra,
em forma de alma, ou de nada.

Além de apontar uma situação social, o poema mostra uma região precisa: o sertão pernambucano, castigado pela ação da natureza, salientando a presença do sol escaldante como elemento de identificação do espaço. O sol do sertão é severo, duro e cumpre a sina de “cremar” os corpos lançados ao chão. Também verifica-se a junção de dois elementos: a terá e o fogo (sol). O primeiro esconde, e segundo dá fim ao corpo sertanejo, mas, nem por isso, consegue livrar-se do que o move: sua alma. Então, a terra parece herdar a essência do interior do corpo extinto, sua alma, mas movendo a dúvida a respeito de sua existência, salientada nos últimos versos.

Material enviado por Marcelo Genário Burgos Pereira)

23 fevereiro, 2013

[Luto] Falece colaboradora do Blog Custódia Odete Andrada


Faleceu nesta madrugada, no município de Pesqueira-PE, a custodiense ODETE ANDRADA. Odete foi uma das inspirações para a criação deste blog, seus livros foram fonte de consulta para vários artigos publicados. Foi uma das fundadoras do Encontro de Custodienses com outros conterrâneos e colaboradores.

Tive a honra de receber de suas mãos, a Medalha Águas de Sabá, comenda entregue na Câmara Municipal de Vereadores de Custódia em 2010, durante Encontro, pelos serviços prestados ao município com o Blog Custódia Terra Querida.

Gostaria de prestar meus sinceros sentimentos à todos os familiares. Perdemos uma conterrânea e uma grande colaboradora. Suas contribuições, seus livros e seu amor à terra natal ficará cravando na História de nossa cidade.

Paulo Peterson

Custódia FM - Entrevista com Prefeito Luiz Carlos


O prefeito Luiz Carlos Gaudêncio estará ao vivo na Custódia FM às 11h no horário reservado a Prefeitura Municipal de Custódia.

22 fevereiro, 2013

Breve Histórico do SISMUC de Custódia




BREVE HISTÓRICO

Este documento é uma explanação sucinta do que vem a ser o Sindicato dos Servidores Municipais de Custódia – SISMUC.

É uma entidade civil de caráter sindical, sem fins lucrativos. Tem por finalidade congregar todos os servidores municipais, com o objetivo de defender seus interesses históricos e futuros. Está ligado ao Sindicato dos Professores do Estado de Pernambuco – SINPRO – PE.

Foi fundado em 1991 após um trabalho de conscientização de um pequeno grupo de professores que inconformados com os míseros salários e com a falta de bom senso das autoridades municipais, mobilizaram a categoria para reivindicar salários justos. Esse mesmo grupo de professores apoiado pelos companheiros Jesualdo Campos e Roberto Pereira, Diretores do SINPRO e representantes da CUT- PE, realizaram uma assembléia na Escola Maria Augusta e fundaram o Sindicato dos Professores.

Para compor a Direção Provisória Colegiada, foram eleitos os seguintes servidores: Luciene Pinto Simões (Secretária Geral), Maria Luciene Cordeiro, Maria Aparecida Alves da Silva, Maria Luciene da Silva, Natividade Constância de Souza, Alda Maria Veras, Antônia Pires de Freitas Góis (Tesoureira), Genedite de Queiroz Lima, Maria Antônia dos Santos Rezende, Rubinéia Pereira de Lima, Josedithe Bezerra da Silva, Maria Auxiliadora Pereira Virgínio, Josefa Bonome de Almeida, Quitéria Cristina Rodrigues Amaral, Maria Betânia de Oliveira e Maria Edileuza Barbalho de Matos.

O SISMUC não parou por aí. Cansados da passividade do poder local, os professores resolvem ir à luta, usando o único recurso que lhes restava: A GREVE. Uma grande maioria parou suas atividades, concentrando-se na Praça Padre Leão, próximo ao Departamento de Educação, dando início a primeira mobilização pública da categoria. Essa greve histórica durou quase trinta dias, levando o governo a abrir o canal de negociações com o novo Sindicato e os representantes do SINPRO.

A comissão provisória enfrentou uma série de dificuldades, mas, graças a força, a coragem e a união dessa classe de trabalhadores, conseguimos chegar a vitória, fortalecidos pela manifestação e pelo apoio dos companheiros Jesualdo e Roberto.

O salário mínimo que antes era um sonho impossível, passou a ser uma realidade. Após a vitória deu-se início as reuniões para a oficialização do SISMUC, registrada em cartório dia 11/01/1991.

Nesses altos e baixos dessa longa caminhada contamos também com o apoio do companheiro Venâncio Izidro de Oliveira (Diretor do SINPRO-PE) e ainda da companheira Leônia Pinto Simões que redigiu a primeira ata do sindicato supracitado.

Não poderia em linhas gerais, contar todos os pormenores dessa grande conquista, pois não haveria papel que coubesse. O que interessa realmente é a existência do sindicato em defesa do servidor. Os detalhes e as lembranças desagradáveis ficaram registrados para sempre em nossa memória.

Esta é uma homenagem a todos os funcionários públicos municipais, em especial a primeira direção colegiada, ao incansável dirigente sindical do sertão Jesualdo Campos,Venâncio Izidro e o saudoso Roberto Pereira que tanto contribuíram para a edificação deste sindicato.

Luciene Pinto.
Custódia, 24/10/2008.

Especial Viajando Todo o Brasil - Custódia-PE




O site VIAJANDO TODO O BRASIL publicou vídeo com 37 minutos pelas principais ruas de Custódia. 

Pôr de Sol em Custódia



Foto: Hiran Burgos



Foto: Jailson Vital



"O nascer e o pôr do Sol são lindos, mas tem uma diferença, um você imagina como será seu dia e o outro você agradece por ter sido bem melhor do que você imaginou." Marco Paschoal

Amadeilson de Custódia-PE


21 fevereiro, 2013

José Carneiro para Jussara Burgos


Estimada Jussara:

De coração agradecido às lisonjeiras palavras com que me cumulou, o que vem reafirmar seu distinto modo de ser. Gostei de tudo que me disse. Você, além de escrever bem, expõe com elegância o sentimento, especialmente o relacionado à sua terra natal, seu povo e familiares. 

Fui íntimo amigo de seu pai. Era uma amizade verdadeiramente fraternal. Zé Burgos foi um homem excepcional, de uma generosidade fora do comum e completamente despojado de vaidade e de interesses subalternos. Além de humano e de agradável maneira de conviver era, como poucos, uma pessoa prestimosa. Na empresa Antarctica, onde gozava de excelente conceito, era o maior e melhor vendedor. Ninguém, por mais esforço que fizesse, conseguia superá-lo. Moramos juntos um bom tempo e fui uma espécie de secretário, acompanhando-o no seu serviço de entrega, tirando notas e cuidando da escrita e da correspondência. Era da sua inteira confiança. 

Entre vários casos ocorridos entre nós, destaco o em que, nós dois, no seu caminhão, numa curva, a porta se abriu e ele foi arremessado ao chão, momento em que, numa ação refletiva, freei o auto e ele, levantando-se, saiu correndo, entrou no caminhão e continuou dirigindo como se nada tivesse acontecido. A tudo assisti pelo espelho retrovisor. Separamo-nos quando passei no vestibular e fui residir na casa do Estudante. Sinto profunda emoção ao falar de Zé Burgos, de quem guardo inesquecíveis lembranças. 

A minha amizade com você, Jussara, embora sem convivência, data do meu paraninfado de turma do Ginásio Padre Leão, sob seu patrocínio. Além disso, sempre fui ligado à família Pereira, a começar por seu Joaquim Pereira, com quem nunca deixei de manter bons encontros e animadas palestras. Naquele tempo havia a Rádio Difusora de Custódia, de propriedade de José Pires, que viria a casar com uma irmã minha, com uma boa discoteca e com o animado programa "DE ALGUÉM PARA VOCÊ", que marcou época como uma espécie de termômetro social, pois que, media o prestígio do homenageado pelo número de dedicatórias postadas no dia. 

Eu era o locutor e seu Joaquim Pereira, em meio a compostos gregos e brocardos latinos, me indagava sobre concordâncias verbais por mim empregadas nas locuções. De certa feita, ao anunciar a programação de uma troupe que se apresentava nos palcos de Custódia, eu disse:"AMANHÃ, PELA SEGUNDA VEZ, ESTRÉIA..." Seu Joaquim, no dia seguinte, me chamou e sapecou:"SE ESTRÉIA DUAS VEZES?" Dei a mão à palmatória, enfiei a viola no saco e fui tocar noutra freguesia. 

Assim era seu Joaquim Pereira. Gostava dele, apesar de sua conversa que tinha começo mas não tinha fim. Também me dava bem com dona Corina, alegre e simpática. Zé Neto, nem se fala. Fomos companheiros de quarto numa pensão em Recife e sempre conservamos a amizade. Quanto a Noêmia é e sempre foi uma boa contemporânea e, sobre Joany, que foi a namorada mais firme que tive em custódia na minha mocidade. Achava-a bonita e era apaixonado por ela. Pedro e Arnaldo Pereira são de outra geração. E, de quebra, sou padrinho de um dos filhos de Zé Burgos, o que vem reforçar os velhos elos da corrente de amizade.

Estes, entre outros traços, são lembranças de um tempo que se encobriu nas brumas do passado, mas que permanecem vivas na minha memória e no meu espírito.

Dê-me notícia de minha madrinha Maria Eunice.

Por derradeiro, Jussara, tenho a lhe dizer que não estou disputando a primazia universitária de Custódia, apenas gostaria de esclarecer que o Dr. Anísio Pires não é filho natural de Custódia e que o fato a que me referi teve apenas e tão somente o caráter histórico.

Afetuosamente. 

J.Carneiro

Jânio Queiroz - Escritor Custodiense


Este livro é uma leitura obrigatória para todas as mulheres, independente do grau de instrução, idade e classe social, porque o maior patrimônio de uma mulher é "o poder de enfeitiçar o cérebro de um homem". Nele, o autor apresenta soluções práticas, de forma simples, transparente e bem-humorada, no sentido de tornar a convivência entre homens e mulheres (ou casais) mais prazerosa e livre dos desentendimentos e conflitos cada vez mais presentes em nossas vidas. 

Descubra ainda do autor: 

· Os dez mandamentos para manter o seu parceiro apaixonado por você. 
· Várias maneiras de fazer um homem feliz. 
· Os segredos dos homens. 
· As qualidades negativas dos homens. 
· As qualidades positivas dos homens. 
· Os assassinos da paixão: o que faz as mulheres perderem o desejo sexual. 
· Como fazer ele se abrir emocionalmente. 
· O estatuto do namoro. 
· Os péssimos comportamentos dos homens. 
· As técnicas para reagir contra a intimidação dele. 

Jânio Queiroz

Jânio Queiroz, custodiense, 49 anos, filho de José Nunes Queiroz (Dedé) e Maria Ana Filha (Lica), irmão de Dr. Francisco Queiroz (Advogado), estudou na Escola General Joaquim Inácio. Escritor, Advogado, Pós Graduação em Ciências Penais com Habilitação em Magistério em Ensino Superior.

Jânio Queiroz está sempre "em alerta" aos acontecimentos dos tempos. Ele tem percebido que muitas pessoas sofrem por não saberem realizar seus sonhos no campo sentimental e administrar um relacionamento amoroso. Atuou como conferencista em mais de 1.000 palestras no Brasil e no exterior, ministrando o curso de Comportamento e Capacitação Profissional. Com sua visão inovadora, tem mais de 108.000 exemplares vendidos, e 8 títulos publicados.

Editora: Novo Século 
ISBN: 9788576790327 
Ano: 2008 
Edição: 1 
Número de páginas: 237

Locais de venda, clicar abaixo:

José Leite Duarte - "Rocky Lane"


José Leite Duarte o Rocky Lane. Quem mora ou nasceu na cidade conhecia Rocky Lane por sua paixão pelo cinema, advinda desde a época em que trabalhou no extinto Cinema Bandeirante. Um grande cinéfilo de memória privilegiada que resgatou recentemente em um livro intitulado "História do Cinema Bandeirante".

Atualmente, Rocky Lane tinha um espaço no Jornal de Arcoverde onde escrevia sobre a sua maior paixão o cinema e por vezes sobre a maior saudade: o Cinema Bandeirante.

No livro lançado em dezembro do ano passado escreveu que a saudade mata a gente. Saudade é o que vai ficar a todos e a cada um que o conhecia e admirava.

Nascido na cidade de Custódia, no ano de 1933, José Leite Duarte, mudou-se para Arcoverde ainda jovem, tendo o seu primeiro emprego no Serviço de Auto Falantes Bandeirante, difusora pioneira na cidade. Apaixonado pelo cinema, veio a trabalhar e até residir no Cinema Bandeirante, quando incorpora o personagem do cowboy do cinema americano Rocky Lane, marca que não mais o deixou.

Figura por todos adorada, Rocky lançou no final de 2010 o Livro “História do Cinema Bandeirante”, no qual é narrada a trajetória do Cinema da Praça da Bandeira, desde a iniciativa dos Irmãos Moraes, que construíram a sala de espetáculos, até o seu final melancólico.

Fica para nós a imagem do eterno cowboy, que soube escrever um dos mais interessantes roteiros registrados nessa terra, a sua história.

Fonte: Arcoverde e Cia.
Enviado por: José Soares de Melo

20 fevereiro, 2013

Severino do Parque recebe título de cidadão custodiense

Decreto Apresentado no dia 15.02.2012 na Casa João Miro da Silva – Câmara de Vereadores de Custódia-PE pelo vereador Sr. Fábio Medeiros (conhecido por Neguinho da Maravilha), o “TITULO DE CIDADÃO CUSTODIENSE” ao Sr. Severino da Silva, mas conhecido por Severino do Parque. 

A votação foi unânime com 11 votos a favor do Titulo de Cidadão Custodiense. A Família agradece ao Vereador Neguinho pela iniciativa de apresentar a historia e aos Vereadores presentes que votaram a favor. 


Uma Historia de Muita Dedicação, Trabalho, Superação e Sucesso



Essa historia é de um homem humilde, trabalhador, dedicado, superação e sucesso, falamos de SEVERINO DA SILVA (conhecido por “SEVERINO DO PARQUE”), nascido em 14 de Julho de 1951 na cidade de Porção-PE, filho do Sr. Inácio da Silva e Sra. Maria José Pereira da Silva, tendo mais cinco irmãos na família. Uma família humilde e trabalhadora, na época saíram de Porção para Pesqueira, nisso ele começou a trabalhar aos 7 anos de idade, pra ajudar em casa com o que ganhava em uma padaria onde ficou 10 anos, nisso teve que sair pra servir o Exército Brasileiro no ano de 1969. 

No ano de 1970 começou a trabalhar em festas com barraca de tiro ao alvo, depois no ano seguinte começou a trabalhar no Parque de Diversões Cardeal Arcoverde – PE, sua função era Administrador. Diante de seu trabalho com dedicação no Parque, foi convidado pelo Prefeito Sr. João Miro da cidade de Custódia no ano de 1973 para fazer as festividades da cidade, principalmente a Festa tradicional à “FESTA DE SÃO JOSÉ”, a festa foi um sucesso, no momento da festa o Sr. Prefeito daquela época convidou novamente pra fazer as próximas festas de sua gestão. 

No ano seguinte em 1974, Sr. Severino da Silva conheceu a jovem Maria de Fátima Nunes de Siqueira, filha de Sr. João Nunes de Siqueira e Sra. Luiza Batista Ramalho, Sr. João era mais conhecido como JOÃO BARRO, comerciante da cidade irmão de Chico Barro pai de seu Durval da padaria e ate hoje uma família muito respeitada na cidade. Naquele ano Sr. Severino da Silva começou a namorar escondido da família durante um ano de seis meses com a jovem Maria de Fátima Nunes de Siqueira. 

Mesmo contra a vontade do pai da jovem e de toda família casou no dia 27 de Julho de 1975, seu primeiro lar foi um quartinho pequeno sem nada dentro, entraram com uma rede, um fugão e algumas panelas. O quartinho não tinha divisão, colocaram uma cortina dividindo a parte da cozinha e a rede de dormir, era localizado defronte a Fabrica de Doce Tambaú. 

Diante de muita dificuldade e trabalho começaram a comprar outros quartinhos que tinha ao lado, por sinal era do sogro dele, onde o mesmo ofereceu a eles pra ceder o quartinho, mas eles não quiseram, queriam comprar e até que compraram. Nesse mesmo local construíram sua casa, onde nasceram e criaram os três filhos chamados Sergio Ricardo Nunes da Silva, Fábbio Leonardo Nunes da Silva e Daniel Alexandre Nunes da Silva. 

Foi muita luta trabalho e dificuldades, a esposa ficava em casa cuidando dos filhos e ele viajava por todo Brasil com o parque. No ano de 1976 mudou de empresa, foi convidado para trabalhar como locutor do Parque de Diversões Lima, onde na época era o melhor som do estado.

Também ficou responsável em fazer contratos com as prefeituras no nome dele principalmente a de Custódia, ficou trabalhando no parque até o ano de 1980. No ano de 1981 saiu do Parque Lima e começou a montar seu próprio parque de diversão, com barraca de bingo que na época fazia muito sucesso no centro da cidade de Custódia, uma maquina de sorvete, uma roda gigante, um pula pula – balão inflável e um carrossel de jipinhos. 

Passaram muitos e muitos anos o Parque de Diversões Nacional foi crescendo, temos 14 brinquedos todos pintados e bem iluminados, temos em torno de 10 funcionários. Hoje recebemos convites de toda região pra fazer festas com o parque, fazemos as festas de nossa cidade desde 1981 e em todo norte e nordeste do Brasil. O Parque funciona o ano inteiro de cidade em cidade e leva o nome de Custódia para todo território Norte e Nordeste.

Toda renda que ganha lá fora nas festividades, aplica em custódia, ajudando no crescimento de nossa cidade. Tendo Sitio localizado no Lamarão, entre Custódia e Quitimbu, onde  cria  ovelhas da raça Dorpe.

Dois filhos possuem comercio, o Sergio Ricardo – conhecido como Ricardo da Academia,  possui duas Academias, uma só para o publico Feminino e outra para o publico masculino e que seu pensamento já é montar outra para o publico da terceira idade. 

O outro filho chamado Daniel possui uma ÓTICA na cidade chamada ÓTICA CRISTAL. 

O terceiro filho Fábbio Leonardo tem Formação Acadêmica em Técnico em Agropecuária, Pedagogo e Especialista em Gestão Ambiental, prestando serviços à Prefeitura de Custódia e na Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco na função de Professor do Projovem Campo Saberes da Terra do Movimento Quilombola. 

Diante disso, vejo que o Sr. Severino da Silva faz parte da história e do desenvolvimento de nossa terra querida chamada Custódia, são 40 anos de trabalhos, dedicação e respeito ao municipio. Quantas crianças já se divertiram no parque que hoje são pais, avós e que seus filhos e netos continuam se divertindo no Parque de Diversões Nacional de Custódia.

Família: Severino da Silva
Esposa: Maria de Fátima Nunes da Silva
Filhos: Sergio Ricardo Nunes da Silva, Fábbio Leonardo Nunes da Silva e Daniel Alexandre Nunes da silva