30 abril, 2013

Fotos da novena Mãos Ensanguentadas de Jesus em Custódia 02/04/2013



A página oficial Mãos Ensanguentadas de Jesus TV Século 21 no Facebook postou fotos da novena realizada em Custódia, dia 2 de abril, em frente a Igreja Matriz de São José

Quem quiser conferir todas as 37 fotos, basta acessar a página da novena no Facebook e curtir para ficar acompanhando atualizações da novena em seu perfil.


Secretário de Meio Ambiente de Custódia participou do III Encontro da ANAMMA


O Secretário de Meio Ambiente de Custódia, Domingos Rodrigues, esteve no III Encontro da ANAMMA 

A política de gestão ambiental e a sustentabilidade dos municípios pernambucanos estiveram em pauta no Encontro. Vários secretários de todas as regiões de Pernambuco compareceram ao Marulhos Hotel, segunda feira (dia 29) em Porto de Galinhas, distrito de Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco.

O encontro é organizado pela secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do município, em parceria com a Associação Nacional dos Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA) e a secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Governo de Pernambuco.

Os debates foram divididos em três painéis temáticos. O primeiro falou sobre resíduos sólidos; o segundo, sobre o fortalecimento da gestão ambiental municipal. Ambos terão o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier, como debatedor. Junto com ele, na segunda palestra, também fala o subsecretário de Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Luiz Firmino.

O presidente nacional da ANAMMA, Mauro Buarque, fez a relação entre a atuação da ANAMMA nacional e a seção Pernambuco, no terceiro tópico do dia. Após as apresentações, foi realizado uma plenária para a escolha da coordenação estadual da Associação.

Adaptação de matéria da Folha de Pernambuco

Resultado de Antonio Galdino na 2ª Etapa do Campeonato Pernambucano de Jiu-Jitsu 2013 - 28 de abril em Triunfo.


Final de semana de luta, pra não perder o costume. Dessa vez foi a segunda Etapa do Campeonato Pernambucano. Mas dessa vez a torcida era especial. Levei o ouro na categoria pesado e o bronze na categoria absoluto.


Agradeço primeiramente a Deus, por sempre manter minha cabeça focada no caminho certo e depois a meu professor, patrocinador, família e companheiros de treino. Cada um tem uma parte de crédito em cada vitória minha.

Antonio Galdino


29 abril, 2013

Antônio Galdino é campeão Brasileiro Região Nordeste em Feira de Santana-BA


Final do Brasileiro Região Nordeste entre o lutador custodiense Toninho Galdino (Academia Corpo e Mente) contra Haroldo Marino (Academia Alliance). Categoria Adulto, faixa Azul, pesado (até 94kg).  Luta vencida por Toninho por finalização, com uma chave de braço com o triângulo encaixado.

Detalhes sobre o Campeonato.

A cidade de Feira de Santana recebeu nos dias 13 e 14 de Abril de 2013 a quarta edição do Campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu Esportivo - Região nordeste, o evento foi Organizado pelo renomado Mestre Baiano Humberto Tavares em parceria com a Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo sob o comando de Moisés Muradi. Nesta edição a competição reuniu 1300 Atletas das melhores Academias das Regiões Norte e Nordeste com destaque ao Estado de Pernambuco que registrou uma presença significativa. Tudo isso é o resultado do esforço feito pelo Mestre Humberto Tavares que ao assumir a Presidência da Federação Pernambucana de Jiu-Jitsu Esportivo, vem realizando sistematicamente diversos investimentos no Estado de Pernambuco principalmente nas Cidades do Interior do Estado.

Com a quadra do Complexo Poli Esportivo Oyama Pinto lotada durante todo o evento os competidores entravam no tatame e demonstravam toda sua garra e técnica para consagrar-se campeões recebendo não somente a desejada medalha de ouro como também sua vaga para o Mundial de Jiu Jitsu Esportivo 2013.

No primeiro dia de competição houve a abertura oficial do evento e a saudação a nação com a execução do hino Nacional Brasileiro, dando inicio as chamadas e as lutas onde competiram os faixas-branca, coloridas e azul de todas as idades e categorias. O segundo dia de evento foi aberto pelos combates dos faixas-preta seguidos pelos faixas-roxa e marrom, em todas as categorias e idades que fecharam com chave de ouro mais uma edição desse campeonato.

Fonte: X-Combat

Vídeos da Formatura do Projovem Campo Saberes da Terra IV 2013


Conclusão do projeto PROJOVEM CAMPO SABERES DA TERRA IV, realizado dia 27 de abril, na Escola Estadual Quilombola Vereadora Alzira Tenório do Amaral, Buenos Aires, zona rural de Custódia. Concluíram o curso alunos do Sítio Retiro, Cachoeira da Onça e Lamarão. Fui professor da turma do Lamarão, juntamente com Genilsa, Nádia e Cássia. (Paulo Peterson)

Hino Nacional

Dançarinas Quilombolas

Criação do Vídeo: José Orlando (Custódia News, JO Net, Web 

Índios Kambiwá - Por Edina Góis


Trabalho com os Índios Kambiwá, Tuxá e parte de Kapinawá. Segundo historiadores os Kambiwá que foram para a região de Flores (onde pertencia Custodia) e deixaram origem em nossas famílias. Por exemplo, papai (Domingos Góis) era neto de uma índia, a mãe de meu avô paterno de papai. Não é em vão que trabalho com índios.

Por Edina Góis

Amanheceu chovendo em Custódia-PE


Manhã de chuva fina em Custódia, conforme postagem publicada ontem no Blog Custódia, os principais sites de meteorologia do país indicavam um começo de semana com tempo nublado, com chuvas a qualquer hora do dia. 

Atan Eletro na Revista Móbile Lojistica



Esta é a capa da Móbile Lojista, revista direcionada a informações e negócios para o varejo multimarcas. A Móbile Fornecedores foi criada em julho de 1987 e, desde então, é sinônimo de treinamento e atualização para a indústria moveleira. Abrangente, a publicação é direcionada ao chão-de-fábrica, direção e gerência das fábricas de móveis e, de forma abrangente, destaca as últimas tendências, novas tecnologias e soluções de produção direcionadas ao segmento moveleiro.

Na edição 243 – Ano XXVII – Dezembro/2007, um dos destaques em suas páginas, é uma matéria com a Atan Eletro, onde os leitores da revista, podem conhecer um pouco da Rede Atan Eletro, que na época, acabava de inaugurar um centro de distribuição para o interior do estado.




A matéria foi assinada poe Daniela Buono, confiram abaixo na íntegra o conteúdo publicado nessa edição: Sucesso Sertanejo


Pernambucana Atan Eletron inaugura centro de distribuição e aumenta atuação no interior do estado.


Atan Eletro inaugurou em novembro de 2007 seu cento de distribuição e planeja abrir mais duas lojas no interior pernambucano. Atualmente formada por seis unidades instaladas em prédios próprios, todas e Pernambuco, a rede iniciou suas atividades em 1994, com venda de consórcio de eletrodoméstico. 

Trata-se de um exemplo de sucesso do pequeno varejo de móveis no Brasil. “Nosso crescimento é lento, porém sustentável”, afirma o proprietário Sebastião Atanael Rezende. 

“Desde muito cedo, aprendi que empresa não tem que ser grande, tem que ser lucrativa”, sentencia  Uma das novas lojas será aberta em Serra Talhada e outra em Tabira. A rede já conta com duas unidades instaladas na cidade de Custódia(incluindo a sede), duas em Afogados da Ingazeira e duas em Sertânia.

O novo centro de distribuição da rede fica localizado junto à sede de Custódia e ocupa um espaço físico de 2,5mil metros quadrados. O projeto dessa construção foi idealizado de modo a possibilitar a instalação de novos pavilhões junto ao prédio original, o que, segundo Rezende, deve acontecer em breve.

O novo empreendimento conta também com 250 metros quadrados destinados aos escritórios, onde funcionam a administração da rede e toda a estrutura de servidor de software, estruturado de forma a permitir a expansão para outras cidades. O proprietário explica que a falta de espaço físico no depósito utilizado anteriormente impediu a inauguração de algumas importantes filiais. Junto ao centro de distribuição, está instalada a Atan Logística, que dispõe de uma frota de seis caminhões para realizar a entrega dos produtos.

A Atan Eletro também aposta no investimento direcionado à capacitação de funcionários, entrega rápida e propaganda diversificada. A divulgação das lojas é feita por meio de carros de som, anúncios em rádios, tablóides e mala-direta. “Mas nosso grande diferencial está no atendimento. Nosso colaboradores colocam ‘o coração’ em tudo o que fazem”, conta o proprietário da empresa. 

Com a inauguração do centro de distribuição foram contratados 30 colaboradores para atuarem no segmento de vendas e no setor administrativo, o que levou o número total de funcionários para mais de 100, incluindo colaboradores do centro de distribuição, dos escritórios e das lojas.

O treinamento dos trabalhos é um aspecto destacado por Rezende, que se considera apto para identificar falhas, devido ao seu histórico profissional. “Já fiz de tudo na empresa: do operacional ao estratégico. Assim, utilizo minha experiência e senso crítico para observar cada tarefa desempenhada e, depois, faço o treinamento corrigindo nossas deficiências”, explica. 

O serviço de pós-venda é valorizado pela empresa como assistência técnica, postos autorizados para eletrodomésticos e assistência técnica em domicilio para móveis, assim como visitas pessoais para auxiliar o cliente na decoração dos ambientes, quando solicitado. O serviço de entrega também é feito por funcionários da própria rede. 

O layout das lojas, bastante personalizado, mantém o mesmo padrão em todas as filiais, como showroom amplo e variado. Em relação ao crediário, este é muito bem aceito por clientes. Para se ter uma idéia, mesmo com o consumir podendo parcelar o valor das compras em 12 vezes sem juros no cartão de crédito, essa modalidade de pagamento não ultrapassa 3% do total. Cerca de 4,5% dos pagamentos são feitos em cheque e 92,5% no crediário, especialmente no carnê, que é feito nas próprias lojas.

De acordo com Rezende, os móveis comercializados pela Atan Eletro são direcionados às classes, A, B, C e D, sendo que os mais vendidos atendem às classes B e C. A venda de mobiliário chega a responder por aproximadamente 55% do faturamento total e, se desconsiderada a sazonalidade de alguns produtos, o segmento que atinge o nível mais alto de vendas é o de móveis de madeira.

História: No inicio, a atividade da Atan Eletro era direcionada à venda de consórcio, feita de forma autônoma e informal, e que tinha como objetivo principal garantir o sustento de Rezende na cidade de Custódia, onde ele estudava. Somente em 1996 foi adquirida uma casa, em um bairro não exclusivamente comercial. “Transformei toda a parte da frente da casa, ou seja, a garagem, em uma pequena loja de eletrodomésticos. Modifiquei todo o projeto arquitetônico da construção, pensando em a planta com possibilidade de expansão”, explica Rezende. Em poucos meses, a loja foi expandida para dar espaço aos móveis que começaram a ser comercializados timidamente. “Para mim, era a realização de um sonho, pois já havia trabalhado fabricando móveis em uma pequena marcenaria, atividade que exerci dos 12 aos 14 anos de idade”, relembra. No inicio de 1997, a empresa foi formalizada, com a inclusão de mais móveis e também de colchões no mix de produtos oferecidos. Os parceiros comerciais não tardaram a aparecer. Muitos deles atuam junto à Atan Eletro até hoje. Em 1999, já em um prédio melhor localizado, estruturado e amplo, a rede passou a vender também para outros lojistas da região. Anos depois, essa modalidade de venda foi suspensa, visando ampliar o foco na venda de varejo, especialidade da Atan Eletro.

Perspectivas: O proprietário da Atan Eletro acredita que o mercado nordestino evoluiu bastante nos últimos 12 anos, conseguindo acompanhar a tendência do mercado nacional. Mas, para ele, a grande mudança aconteceu mesmo com a relação às industriais moveleiras da região. “No inicio, somente algumas apresentavam produtos com bom acabamento. A grande maioria fabricava móveis com qualidade muito baixa”, relembra. “Tanto que nos quatro primeiros anos de vida da nossa empresa nós trabalhávamos com aproximadamente 88% de móveis produzidos nas regiões Sul e Sudeste e somente 12% eram produzidos no Nordeste. Hoje, este percentual é de 35% e cresce a cada dia”, completa. Segundo Rezende, as industriais de móveis do Nordeste estão se equiparando às das regiões Sul e Sudeste. “A cada dia, elas aumentam sua fatia de participação no mercado regional. É por isso que muitas indústrias dessas regiões analisam a viabilidade de se instalarem aqui, principalmente as de móveis de grande volume e de baixo valor agregado”, analisa.

O empresário é otimista em relação ao futuro do setor moveleiro no Brasil e, em especial, no Nordeste. “Acredito que o mercado vai continuar crescendo, porém, em ritmo menos acelerado. A concorrência com as grandes redes é grande, mas o segmento tem espaço para pequenos empresários que têm grandes idéias e muita atitude”, completa.

28 abril, 2013

Festa na Igreja Batista de Custódia - Domingo 28


A página do Facebook Liberta Custódia Jesus O Caminho, convida à todos a participarem hoje na Igreja Batista de Custódia, na rua Manoel Aleixo de Souza, Centro da Festa "JESUS ESTA LHE ESPERANDO EM ESPIRITO E EM AMOR"

Encontro de Blogueiros - Formatura do Projovem Campo Saberes da Terra IV


Durante cerimonia de formatura do projeto Projovem Campo Saberes da Terra IV - do qual fui professor da turma do Sítio Lamarão - ocorreu encontro entre blogueiros da região, fazendo cobertura do evento na Escola Estadual Vereadora Alzira Tenório do Amaral, localizada no Buenos Aires, comunidade quilombola de nosso município. Estiveram presentes: Blogueiro e radialista Ivonaldo Filho de Carnaíba, Aryel Aquino do Blog Carnaíba Agora, José Orlando do Custódia News e eu representando o Custódia Terra Querida. 

27 abril, 2013

Sítio Dona Nita


Vista área do antigo sitio de dona Nita, mãe de Claudionor Remigio, localizado atrás do CLRC. Hoje propriedade da Prefeitura Municipal de Custódia. Possui uma vasta área verde, rodeada com gigantes coqueirais, que embelezam a paisagem no centro da cidade.

Placa Comemorativa do Cinquentenário de Custódia


Placa comemorativa aos 50 anos de Custódia, se encontra no térreo da Câmara de Vereadores do Município. Segundo o ex-vereador José Soares de Melo, popular “Zé Melo“, essa comemoração foi uma das maiores festividades já realizadas em nosso município. 

Foram doze dias de festas, com apresentações artísticas – coisas raras naqueles tempos. E de pura cultura, como Quinteto Violado, Orquestra Armorial, sem falar na cultura regional, como encontro de violeiros, com as maiores expressões da época: Pinto do Monteiro (homenageado), Lourival Batista, Jó Patriota, Canão e muitos outros. 

Houve um desfile com 260 motos, sobrevoo de 12 aviões, show de paraquedismo etc.

Autoridades à época:
Governador do Estado: José Francisco de Moura Cavalcanti
Prefeito Municipal: Luiz Epaminondas Filho
Vice-Prefeito: Severino Pinheiro de Souza
Vereadores: Belchior Ferreira Nunes (Presidente da Câmara), Severino Bezerra de Queiroz(1º sec.), Alzira Tenório do Amaral (2º sec.), Arnaldo Antonio Pereira Burgos (Lider do Prefeito), Djalma Bezerra de Souza, Josias Leandro de Morais, Djaniro Jerônimo de Rezende, Francisco de Assim Lima e Valdemar Belarmino de Rezende.

Juiz de Direito: Dr. José Gomes de Freitas
Juiz Substituto: Dr. José Alves de Queiroz
Promotora: Uyara Maria da Silva Costa
Delegado de Polícia: Dr. José Cândido de Souza Ferraz

Netinho de Custódia - Sabiá (Luiz Gonzaga e Zé Dantas)


Tocando um dos grandes clássicos de Luiz Gonzaga. Netinho de Custódia confirma por que o sertão é o maior formador de sanfoneiros do Brasil.

26 abril, 2013

O talento de um gândavo - por Patricia Celeste



Na condição de colaboradora do Blog Gândavos, hoje entreguei nas mãos do escritor Jorge Farias Remígio, o livro Gandavos – Contando outras histórias. Ele é um dos dezenove autores da coletânea que reúne autores de várias regiões do país. O escritor também é um artesão de talento invejável. Ele confecciona chapéus carnavalescos, feitos artesanalmente, entre outras manifestações culturais da região Nordeste. Jorge participa no Recife (cidade onde estudou e concluiu o seu curso superior) da feira de Artesanato da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). 


A Feira, no bairro da Boa Vista, fica aberta das 8h às 18h, nos dias 24, 25 e 26/04/2013. A feirinha conta com 18 artesãos e é o resultado da parceria entre o Prodarte, Unicap e a Associação das Mulheres Produtoras dos Bairros de Santo Amaro e Boa Vista. Jorge Remigio relatou - num breve dialogo -, sobre sua iniciação com o artesanato, quando ainda era um policial civil. Disse que, ao visualizar a mesmice em modelos clássicos de chapéus de palha, de repente teve a ideia de torná-los personalizados. Daí passou a customiza-los a ponto de chegar ao atual modelo. E assim, no decorrer do tempo foi inserindo outros tratamentos a sua arte, sempre atento as sugestões de amigos e clientes. 


Ele ainda contou que, leva em média de 4 a 5 dias para concluir um trabalho, já que se preocupa com a geometria mínima na qual envolve cada detalhe de seu trabalho. A ideia de utilizar este hobby como profissão veio com a aproximação da chegada de sua aposentadoria. E assim, hoje seu trabalho é tido como de notável talento e utilizado por artistas e políticos da região ou de nível nacional.


Texto/fotos: Patrícia Celeste Lopes Jesuino

Publicado originalmente no Blog Gândavos - http://gandavos.blogspot.com.br/

José Carneiro - Colaborador do Blog Custódia e Gândavos



ESTOU DE VOLTA!

Paulo Joaquim Peterson Pereira (nome em harmonioso decassílabo), com certa cerimônia e com ares de fidalguia, convida-me para colaborar no seu prestigiado site.

Convite aceito mais como ordem do que pedido, por me considerar na obrigação de cumprir à risca.

Por vezes navego no seu site e confesso que nele encontro matérias dignas de registro, deleitando-me, ora com passagens de pessoas e coisas da nossa terra, ora com produções intelectuais de valor literário. Sem tirar o mérito de outras contribuições , não resisto o desejo de destacar as saborosas produções de José Melo, José Neto, Fernando José, Jaílson Vital, Jorge Remígio e Jussara Burgos.

Custódia é e sempre foi uma cidade diferente das outras, com características que só ela possui. Alegre e festiva pela própria natureza. Tem vida independente e é senhora de si mesma, econômica e financeiramente. Rica, muito rica, no seu território folclórico e fértil no campo da cultura. Deu dois homens geniais: Duda Ferraz e Zé Prefeito; cinco juízes de direito: José Carneiro, Antônio Medeiros, Adalberto Lopes, José Rabelo e uma mulher cujo nome me foge da memória; autores de livros publicados: Ernesto Queiroz Júnior, Maria José do Amaral, Sevy Oliveira e Fernando Florêncio; o historiador Jovenildo Pinheiro, além de padres, médicos, advogados, engenheiro,dentistas, bacharéis de várias áreas, professores e profissionais outros. Como se vê, Custódia é uma cidade fascinante e florescente!

Nasci em Custódia e nela passei a infância e a adolescência, vivendo o tempo mais alegre e feliz de toda minha vida. Dela, pois, eu guardo as mais doces e agradáveis recordações.

Agora, depois de tanto tempo, com a convocação de Paulo Pereira, filho de um velho amigo meu, que terei muito prazer em conhecer, estou de volta, com todo entusiasmo e profunda emoção. Desejo fazer parte dessa plêiade que movimenta a vida social e cultural de Custódia. Sim, Paulo, vou voltar, certo de que, menos que um colaborador, serei um agraciado pela feliz oportunidade de voltar e, sobretudo, reencontrar a terra que me viu nascer e que eu tanto amei. Enfim, estarei cumprindo um dever e fazendo o que mais gosto: comunicando-me.

Estou de volta, sim! Ninguém esquece os caminhos da infância. Além disso, segundo José Américo, “voltar é uma forma de renascer e ninguém, se perde na volta.”

Qual uma fênix, renasço das cinzas e, de pronto, alço voo, cantando o Hino a Custódia!...


HINO À CUSTÓDIA
J.Carneiro


Salve! Custódia querida
De Pernambuco o sacrário
A cruz para o céu erguida
No alto do campanário

É toda de São José 
Seu bondoso padroeiro
Que dá tanta força e fé
A um povo hospitaleiro

Em fraterna comunhão
O povo vive feliz
Rezando com devoção
Na sua linda Matriz

Em um pequenino oiteiro
Com aura de santidade
O nosso velho cruzeiro
Abençoando a cidade

Do Sabá a água pura
Tão pura e tão cristalina
Como a que lá na altura
Se forma da chuva fina

Esquecida e desprezada
A bela fonte reclama
Do abandono relegada
Por justiça tanto clama

A serena Maravilha
Se trás no nome a beleza
Nos seus campos vê-se a trilha
Do trabalho e da riqueza

Nossa maior afeição
Ao ridente Quitimbu
Unindo no seu rincão
Moxotó e Pajeú

Neste hino, com emoção
E com toda nossa fé
Queremos de coração
Dar vivas a São José

Salve! Custódia querida
De Pernambuco o sacrário
A cruz para o céu erguida
No alto do campanário.

Recife, 11.1.2011

PARA ACESSAR TEXTOS DE JOSÉ CARNEIRO, CLICAR AQUI

Ministro Fernando Bezerra Coelho visita obras de infraestrutura hídrica no sertão pernambucano



O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, visita nesta sexta-feira (26) e no sábado (27) obras de infraestrutura hídrica do programa Água para Todos em municípios do sertão pernambucano. Os empreendimentos são executados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), entidade vinculada ao ministério.

O roteiro inicia em Petrolina, às 15h30, na estação de captação da adutora Cristália, localizada no Alto da Areia. Por volta das 16h30, o ministro estará em Lagoa Grande, onde visitará o barreiro em construção no Assentamento Baixa do Juazeiro.

No sábado, às 10h30, Fernando Bezerra visitará obras do Água para Todos em Dormentes, entre elas os barreiros de Poço do Boi e de Maxixeiro.

25 abril, 2013

[Silmara Feitosa] Encontrei-me em você


Há sempre FORÇAS
Dentro de cada ser humano para:
Perdoar
Sentir
Sonhar
Sorrir
Ousar
Insistir
Dentro de cada individuo há POSSIBILIDADES para:
Buscar
Compreender
Encontrar
Conhecer
Ensinar
Aprender
Existe em cada ser OPORTUNIDADES para:
Gritar
Ouvir
Calar
Refletir
Parar
Prosseguir
Em VOCÊ encontrei , Forças, Possibilidades e Oportunidades para:
Lutar
Vencer
Acreditar
Crescer
Voar
entender
Amar e VIVER
Porque a MIM buscando, encontrei VOCÊ!

(SILMARA FEITOSA)

Construção de novo Fórum e Juiz três dias por semana na Comarca em Custódia-PE


Tudo certo agora. Custódia terá pelo menos três dias na semana um Juiz na Comarca. O Prefeito Luiz Carlos Gaudêncio disponibilizou o terreno para a construção do novo Fórum. Hoje, 25/04/2013, engenheiros do tribunal já estarão analisando o local, e, se tudo de certo no 2º semestre a obra já estará sendo licitada. 


O local será no antigo Matadouro, toda aquela área será destinada para a construção do Novo Fórum da Cidade. O prefeito Luiz Carlos, juntamente com engenheira e Arquiteta do Tribunal de Justiça de Pernambuco inspecionam local onde será construído o novo Fórum da Cidade de Custódia.

Foto: Bruno Leonardo Lima Leite
Ascom Prefeitura Municipal de Custódia

Grupo Luar do Sertão - Festival Pernambuco Nação Cultural - Manari-PE 2013

PERNAMBUCO ... "nação", rica... em ritmos contagiantes 


Dia 20/04/2013 concentrou-se no município de Manari - PE apresentações de grupos onde relevou-se o ponto forte da cultura pernambucana ... frevo, caboclinhos e teatro. 



Recifervendo - Escola Pernambucana de frevo

Mostra Coreográfica - Caboclinhos Luar do Sertão / 
Festival Pernambuco Nação Cultural /2013
Manari - PE 





GRUPO DE DANÇAS LUAR DO SERTÃO COM PASSISTAS DA ESCOLA PERNAMBUCANA DE FREVO.


Fonte: Luar do Sertão

Exercício ilegal de medicina está sendo investigado em Custódia



Um homem foi acusado de exercício ilegal da Medicina, nessa quarta-feira (25.04), no município de Custódia, no Sertão pernambucano. A denúncia chegou ao Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), que comunicou ao Ministério Público de Pernambuco na cidade.

A Polícia Civil foi acionada e as investigações estão em curso.


Da Assessoria de Comunicação do Cremepe

Link da matéria: AQUI

24 abril, 2013

Segundo vereador Cicinho, resultado foi positivo na Audiência Pública


Nesta segunda feira, dia 22 de abril, no anexo da Câmara Municipal de Vereadores de Custódia, o Banco do Nordeste, que participou da Audiência Pública, realizada no dia 15 de abril do corrente ano, por iniciativa do vereador Cicinho, atendeu acima de 150 de clientes, com renegociações, de débitos e créditos, deixando a maioria satisfeito com as propostas.

"Foi muito positiva a audiência e já vimos de perto os resultados. Quero agradecer a Deus, primeiramente e a todos que de alguma forma contribuíram para a realização deste tão importante evento. Foi uma oportunidade, para que o povo falasse e fosse ouvido". disse Cicinho.

Ele lembrou que a ideia principal foi elaborar um documento com as necessidades mais pontuais da região, em relação à falta d’água, alimento para o rebanho.

Os programas sociais existentes dos governos federal e estaduais diminuíram os impactos da seca, mas ainda é pouco e não é capaz de evitar a queda na economia local. Isso já é visível no município de Custódia, o comercio já sente de perto os efeitos.

O que precisamos é algo mais imediato, para salvar o que resta”. Perguntamos sobre as ações do governo do estado. " O Governador Eduardo Campos, tem buscado meios e formas, para ajudar os agricultores, com medidas importantes, uma delas foi a criação do Fundo de Desenvolvimento Municipal, agora, esperamos que os prefeitos, nas elaborações de seus planos de trabalhos, aproveitem e incluam parte dos recursos para serem aplicadas no combate aos efeitos causados da tão prolongada estiagem. Porém, quero tornar público o meu reconhecimento a dois secretários estaduais no se refere o tema, que incansavelmente vem dando suas contribuições incalculável, com suas as lutas, até mesmo pessoal, na buscar meios e formas de combate aos efeitos da maior seca já considerada dos últimos 70 anos. Esses Secretários são Dr. Ranilson Brandão Ramos e o Dr. Aldo Santos". Conclui o Vereador Cicinho.

(Custódia News)

Prefeitos precisam de “objetivo concreto” para melhorar gestão, diz Miriam Belchior



Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse hoje (24) que os novos prefeitos vão precisar melhorar a gestão e investir em bons projetos para garantir a realização de mais projetos durante o mandato. Segundo ela, em apenas quatro anos é preciso “objetivo concreto” para melhorar a qualidade de vida da população de cada uma das cidades brasileiras.

“O macrodesafio que parece estruturante e desdobra os outros é a melhoria de gestão. Para dar conta das expectativas é necessário apostar na visão global e identificar principais problemas e questões que precisam ser resolvidas nos próximos quatro anos. Exercício concreto e objetivo não é gastar meses”, disse ao abrir os debates do 2º Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, em Brasília.

A titular da pasta destacou ainda que outro desafio a ser enfrentado pelos novos governantes locais é a necessidade de pensar as políticas de forma regionalizada. Segundo a ministra, políticas urbanas e sociais não são resolvidas apenas no âmbito do município.

“[Os prefeitos] têm que repensar o enfoque das políticas e adotar experiências que já funcionam em outro lugar. Não vamos inventar a roda em só quatro anos. Dessa forma, se ganha tempo de reflexão e faz novos ganhos, com novas abordagens”, aconselhou.

Na avaliação da ministra, outras iniciativas são fundamentais para o êxito da governança municipal. Primeiro, existe a necessidade de constituir sistema de monitoramento de ações capaz de identificar gargalos de ação e atuar com antecipação para ajudar na área responsável.

Além disso, é preciso investir na melhoria de processos de trabalho que tenham alto impacto nos projetos prioritários.“[É preciso] escolher onde vale a pena interferir para que as ações se realizem com mais facilidade”, ressaltou a ministra.

Visita do Senador Armando Monteiro à Custódia

Imagens e Edição: Django Junior
Senador Armando Monteiro Visita Prefeito de Custódia, e Faz Discurso na Camara Municipal

23 abril, 2013

Vereador Gilberto pede explicações à vereadora Yolanda sobre boatos


Hoje pela manhã o vereador Gilberto de Belchior usou a Tribuna da Câmara de Vereadores para pedir explicações à vereadora Yolanda a respeito de boatos disseminados na região de Quitimbu, sobre uma suposta apreensão de cestas básicas que deveriam ser distribuídas nas comunidades quilombolas e que essa  apreensão teria acontecido por causa de denúncia feita pelo vereador.

Gilberto disse que passou a semana ouvindo comentários a esse respeito, todos eles citando seu nome. Na última segunda-feira fui procurado pela presidenta da Associação do Lajedo, perguntando se eu teria feito alguma denúncia com relação as cestas básicas.

Respondendo ao questionamento do vereador Gilberto, a vereadora Yolanda assegurou, da Tribuna, que não houve nenhuma denúncia de ninguém, como também não houve nenhuma apreensão de cestas básicas. Nós da coordenação dos quilombolas suspendemos a distribuição para corrigir algumas irregularidades que estava ocorrendo, disse a vereadora.

Na penúltima Reunião da Câmara de Vereadores a presidenta da Associação do Riacho do Meio, Senhora Auristéia fez um protesto contra a vereadora por causa de uma distribuição de carne, à meia noite, em sua comunidade, sem que ela tomasse conhecimento. Isto acabou gerando um debate entre os parlamentares sobre o assunto. Talvez tenha sido este o motivo da suposta suspensão da merenda.

(Blog do Vereador Gilberto)

Artista Plástico Adenilton e obra Comprando Galinhas


Título: COMPRANDO GALINHAS PARA REVENDA. 
 Autor: ADENILTON/2012. 
 Técnica: ÓLEO S/ TELA 
 Tamanho: 1,00 X 0,60m. (vendido antes de concluído). 
Inspiração: A mãe do artista, depois de sua viuvez, comprava e revendia galinhas para ganhar o sustento dos quatro filhos órfãos.

Perfil:

O ARTISTA ADENILTON: José Adenilton de Lima nascido na cidade de Betânia-PE, em 24 de outubro de l962, é o quinto dos seis filhos de Júlia Izabel do Nascimento e Manoel Pereira Filho (Neinha). Sua mãe, dona-de-casa. Seu pai, agricultor e pequeno comerciante que faleceu de tuberculose deixando a viúva com quatro filhos para criar: Jaílson, 10 anos, Eugênia, 3, Adenilton, 2, e Genice, 1 ano de idade (os outros dois haviam falecido ainda criança). 

Foram tempos difíceis, porém, com grande esforço sua mãe os colocou e os manteve na escola (pública). José Adenilton, desde criança já mostrou habilidade para o desenho em seus trabalhos escolares. Aos 7 anos ganhou um copinho de plástico de sua professora, D. Chiquinha, por desenhar um campo de futebol com os 22 jogadores, onde já esboçava algum conhecimento sobre perspectiva e movimento. Aos 11, passou a restaurar as imagens sacras da Igreja Matriz de São Lázaro em Betânia-PE, onde trabalhava como sacristão, orientado pelo padre alemão José Maria Shumitz. 

Em 1981 mudou-se para Custódia-PE, onde trabalhou como letrista destacando-se pela sua criatividade e habilidade para desenhos de grandes proporções. Cursou Licenciatura em Letras (Português/Inglês) na Faculdade de Formação de Professores de Arcoverde-PE. Casou-se com Leni Rodrigues com quem tem dois filhos: Janilton R. Lima e Janailton R. Lima. Mudou-se com a família para Caruaru-PE, terra do Mestre Vitalino e maior centro de artes figurativas da América Latina. Matriculando-se em curso de pintura, surpreendeu seu instrutor que logo o convidou para participar do "Projeto Artes nas Praças" organizado pela prefeitura local que estava reunindo alguns artistas para pintar painéis interativos com crianças carentes nos bairros da cidade a fim de incentivar esse público às artes visuais. Seu desempenho foi imediatamente reconhecido pela Fundação de Cultura de Caruaru-PE que encomendou o painel ilustrativo "Bigode dá Nó em Cocó" (atualmente exposto na Casa de Cultura José Condé em Caruaru) para decorar as festas juninas, além de adquirir vários outros trabalhos do artista, inclusive um relevo em cimento retratando o cangaceiro Lampião. 


Participou de várias exposições coletivas de artes plásticas. Suas obras, adquiridas por turistas de diversas regiões do Brasil, têm como pano de fundo a aridez da caatinga destacando cenas do cotidiano do homem sertanejo em seu árduo trabalho e sua exacerbada religiosidade. Em contraponto, retrata também a cultura festiva do povo caruaruense com seus forrós pés-de-serra, sua feira-livre, seus bacamarteiros, entre outros. É professor efetivo da rede pública estadual de ensino. Foi instrutor de serigrafia do Senai e Senac/Caruaru. Trabalhou com sinalização comercial (Criart Placas). 

É músico e vocalista (Adenilton Voz & Violão). 

Nas artes visuais desenvolve relevos, esculturas, xilogravuras, serigrafia, talhas em madeira, etc. Atualmente encontra-se implementando um centro cultural, O Parque das Lendas, em sua terra natal que contará com trilhas povoadas de esculturas de temática folclórico-educativa, religiosa e histórica, concretizando assim, com seu estilo próprio, sua Obra, sua Arte.



22 abril, 2013

Cine Treloso na Praça Padre Leão


Numa noite atípica aos dias atuais, com bastante frio, a Praça Padre Leão recebeu agora à noite, o CINE TRELOSO. Projeto com objetivo de levar cultura e entretenimento ao interior de Pernambuco, exibindo sucessos infantis do cinema ao livre. As cidades já visitadas pela caravana foram: Caruaru, Santa Cruz, São Caetano, Garanhuns, Belo Jardim, Pesqueira e Arcoverde. Contando com uma tela de LED de 16m² acoplada a um caminhão, o cine Treloso proporciona momentos divertidos e gostosos as crianças. 


Antes da exibição do filme "A Era do Gelo", escolhido através de votação com crianças presentes, a caravana acompanhada por vários bonecos, interagiram com as crianças presentes. Vale destacar ações educativas, uma delas, ensinando a jogar lixo no lixo. Durante exibição do filme, vários presentes receberam biscoitos da marca patrocinadora do evento.


O projeto segue ainda pelas cidades de Serra Talhada, Triunfo, Floresta, Petrolândia  Salgueiro, Exu, Araripina, Trindade, Ouricuri e Petrolina.

Texto e fotos: Paulo Peterson

O Cristo da Paixão Ano 3 - Custódia-PE


DVD em fase de finalização. Contato: Django Filmes

Luar do Sertão - Caboclinho Coração Nordestino


Vídeo documental com relatos da trajetória e importância do Luar do Sertão para os moradores de Custódia. O Luar do Sertão foi formado em maio de 2002 e sua primeira apresentação ocorreu no dia 21 de agosto do mesmo ano, na quadra do Colégio Municipal Ernesto Queiroz, durante a Festa Folclórica de Custódia. Foram apresentadas danças de ciranda e caboclinhos. O maracatu, carro chefe do grupo, foi apresentado pela primeira vez no dia 11 de setembro do mesmo ano, na Praça Padre Leão, durante as festividades de aniversário do município. Atualmente, o grupo é coordenado pela coreógrafa e professora Ubiratânia Queiroz Batista e completou 10 anos de vida em 2012.

Museu da Abolição Exposição As Aguas da Memória, a Rota do Ex-Cravo



O Museu da Abolição tem o prazer de apresentar a exposição internacional “As Águas da Memória, a Rota do Ex-Cravizado”, projeto que comemora o dia Internacional da memória do Trafico Negreiro e sua Abolição, parceiro da Unesco desde 2004. Realizada  pela   artista plástica e curadora pernambucana, Inêz Oludé da Silva, residente em Bruxelas desde 1976, onde chegou como exilada políticaA exposição já foi vista em Bruxelas, Paris, Hamburgo, Washington.
Trata-se de um trabalho artístico de releitura, no qual se  aborda o tema da escravidão através de intervenções, oficinas, exposições de artes visuais e performances. Uma visão contemporânea, criando novas rotas que pretendem estimular a reflexão.  Desconstruir a ideologia e a propaganda produzida no período colonial é o desafio da artista.  Este trabalho expressa ao mesmo tempo a coragem de mergulhar nas águas memoriais destas imagens que provocam sentimentos de tristeza e dor.
“Construi as imagens com o intuito de me reapropriar a  história. Tento entender a força descomunal, a coragem e a dinâmica destes seres que conseguiram  sobreviver durante a  tenebrosa travessia oceânica .Cheia de respeito e admiração, me pergunto de maneira pungente e obsessiva como puderam  se reinventar num mundo complexo, (onde sobreviver era (e ainda é), uma façanha extraordinária e imensa” afirma Inêz Oludé.
A proposta   rompe com o silêncio  do mais longo período de  escravidão nas Américas, 358 anos (1530-1888), interpõe as visões manipuladas que se têm da escravidão e da herança mais que deturpada da história. Convida o  espectador a deixar de lado o que aprendeu nos livros e se deixa transportar pelas obras e forme sua própria opinião a respeito.
A Artista Inêz Oludé da Silva, é pesquisadora incansável, folheou milhares de revista, livros, publicidades e há mais de vinte anos e aborda o tema da escravidão  como um antídoto à amnésia, à negação e às ocultações vigentes. O fio da meada tem  como motor de reflexão  o refrão africano que diz  « Enquanto os leões não tivrem historiadores as histórias de caça serão sempre a favor  do caçador ».
Baseado em documentos da época realizados pelos povos escravagistas, às vezes obtidos durante viagens nos países de estradas percorridas pelos escravos, o trabalho de Inëz Oludé mistura colagens e pintura e é concebido como uma viagem iniciática no centro da memória dos povos oprimidos, mas também na boa consciência dos opressores. Foi definido assim pelo Diretor  Geral da Unesco Koïtchiro Maatsura durante a inauguração da exposição em 2004, na Unesco de Paris: “ O estilo de Inêz Oludé da Silva revela uma dimensão profunda da tragédia do tráfico negreiro que nos leva à tomada de consciência sobre o dever de memória”.
Esta obra longa, sem concessões, em constante evolução, é como que habitada pela presença muda e apreensiva destes homens e mulheres bruscamente tão presentes, através da inegável necessidade de origem. Essa é a força da minha arte. Dedico aos meus ancestrais como modesta contribuição para que tiremos lições do passado, sem nos  perder nos labirintos da dor  e criarmos estratégias a fim de  resistir à amnésia e a negação da nossa história.
Apoios:
Brasil: Museu da Abolição do Recife, Ministério da Cultura- MINC, Instituro Brasileiro de Museus- IBRAM, Sistema Brasileiro de Museus, Década do Patrimônio Museológico,(2012-2022). Bélgica: Wallonie Bruxelles International - WBI, Ministério da Igualdade de Chances, Ministèrio da Comunidade Francesa,  prefeitura de Saint-Gilles. França: Apoio institucional da Unesco,
Sobre a artista
A artista e curadora pernambucana, Inêz Oludé da Silva, membro do Conselho Nacional de Artes Plasticas da UNESCO e do Internacional Iuoma Group, é artista multimídia:  pintora, muralista, colagista, mail artist, ilustradora,  poetisa, escritora e professora de francês/português, vive Bruxelas desde 1976, onde chegou como exilada politica. Inêz Oludé participou de exposições coletivas e individuais em renomados museus, bienais e galerias da Europa, Africa e Américas.  Realizou projetos em instituições internacionais de grande porte como a Unesco e o Parlamento Europeu, participou de júris de Festivais tais como o de cinema documentário “Lagunimages” (Bénim, 2003), foi representante da plataforma associativa africana no museu da Africa Central deTervuren, na Belgica, foi presidente do Juri de exposições itinerantes do Museu de Arte Contemporânea d’Ixelles, em Bruxelas. Atualmente realiza curadorias de mostras de artistas de diversos continentes e desde 2004 dirige o projeto a 23 de agosto, dia internacional da memória do trafico negreiro e sua abolição, parceiro da Rota do Escravo Unesco desde 2004, fundou em 2007  a Bienal de Artes Brasileiras de Bruxelas.
Informações:
Abertura dia 11/05 às 17 h
Conversa com a artista às 17:30
Período 13/05 a 31/07 de segunda a sexta
das 9 às 17h - Sábado das 13 às 17h
-
Oficina ‘Ó Paí Ó’ : desconstruindo o racismo através da arte
postal, ministrada pela artista nos dias 17 e 18 - das 14 ás 17h
Endereço: Museu da Abolição
Rua Benfica, 1150 - Madalena Recife - PE, 50720-001, Brasil- +55 81 3228-3248
www.museudaabolicao.com.br