22 junho, 2022

A Hora do Ângelus - por José Melo


  Por José Soares de Melo             

Outro dia o Fernando Florêncio perguntou nesse blog se alguém teria o texto da Ave Maria que era executada, religiosamente todos os dias, às dezoito horas, na “Duas Américas”. 

Isso me fez rememorar algumas frases mágicas daquela oração, que me encantavam e faziam pensar em Deus. E fui em busca desse maravilhoso texto. Para o Fernando não ser um “privilegiado”, estou postando o mesmo, para os mais velhos rememorarem aquele momento mágicos que eram o entardecer em nossa terra, ouvindo a “Hora do Ângelus”, bem como para os mais jovens terem uma idéia de como havia – naquela época, um sentimento religioso tão forte nas pessoas, a ponto de todos pararem seus afazeres e se dedicarem a ouvir placidamente aquela oração. Ei-la: 

Ave Maria

Rainha pura e ditosa dos homens pecadores
Santa radiosa dos céus.
hora doce e emocionante
Entre o dia que morre e a noite que surge.
As criaturas perdidas na inquietação que invade a Terra,
Olham o firmamento ansiosas pela luz das estrelas
Que começam a invadir a imensidade

Ave Maria

Paz e recolhimento para os Espíritos
Conforto e esperança para as almas
O homem dobra os joelhos, abranda a sua ira, esquece os seus sofrimentos
E abre o seu coração nesta hora terna de piedade e de recolhimento
O seu pensamento voa para o céu
Qual gigantesco pássaro audacioso
Que soltasse na amplidão as suas asas douradas

Ave Maria

As catedrais e as capelas humildes entoam ao mesmo tempo a sua oração
Qual o bronze secular que cobre de sons divinos
Enchendo o espaço de harmonias nefáveis

Ave Maria

Hora da prece e do perdão
Hora dos fidalgos e dos plebeus
Hora dos cristãos de todas as idades e dos filhos de Deus de ambos os hemisférios

Ave Maria

Hora grandiosa de Deus
Traço de união divina entre a criatura e o criador
Hora mágica da humanidade
Que abre um dourado caminho de luz
Entre a Terra angustiada e o Céu bendito

Ave Maria... 

17 comentários:

  1. Oi Zé.
    Que presentão vç nos dá.
    Todos os dias às 18 horas, quando a Difusora anunciava a "Hora do Angelus" muitas senhoras católicas de Custódia, entre elas minha mãe, Da. Laura, ajoelhavam-se aonde estivessem e quedavam-se sob a declamação deste belo texto.Pesquise o autor desta pérola.
    Com sua autorização, estarei colocando esta matéria no segundo volume do "Foi Assim",
    Fernando Florencio
    Ilheus/Ba

    ResponderExcluir
  2. querido amigo. Sou alagoano de Viçosa. Sou licenciado em música. Trabalhei em rádio como diretor como locutor enfim mas trabalhei muito tempo como técnico de áudio e conheci o sertão pernambucano com o cantor Mano Walter. Numa das viagens ouvi no célula essa oração e nunca mais me esqueci. Sempre tive o hábito de rezar às dezoito. Hoje estou enfermo e busco aumentar minha fé. Lembrei busquei e achei. Já li. Me emocionei . Seria um presente maior ainda só o colega pudesse disponibilizar o áudio. Meu email wacciolyvilela@gmail.com abraço tudo de bom Deus nos abençoe

    ResponderExcluir
  3. Olá Custódia. Será que alguém conseguiria o áudio, pois tenho a mesma experiência em Campina Grande na Campina FM desde a década de oitenta.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu encontrei essa Hora do Angelus com uma alegria muito grande. Eu ouvia essa prece das 18 horas desde pequeno na antiga Rádio Clube de Pernambuco, AM 720; hoje, infelizmente, desde 2014, transmitindo, na maior parte de sua grade de programação, os programas da Rádio Globo Rio e São Paulo. E, claro, com uma Hora do Angelus totalmente diferente dessa memorável.

    ResponderExcluir
  5. Procurem esse áudio na Radio Jornal (Pernambuco falando para o mundo) em Recife, procurem o radialista Geraldo Freire, ele sabe tudo sobre esse assunto.

    ResponderExcluir
  6. Pessoal da rádio clube de pernambuco deve ter. Se não me falha a memória era na PRA8 que eu escutava quando menino

    ResponderExcluir
  7. Pessoal da rádio clube de pernambuco deve ter. Se não me falha a memória era na PRA8 que eu escutava quando menino

    ResponderExcluir
  8. Pessoal da rádio clube de pernambuco deve ter. Se não me falha a memória era na PRA8 que eu escutava quando menino

    ResponderExcluir
  9. Tabem quero o áudio se posivel pois além de linda e profuda me remete ao meu tempo de criança

    ResponderExcluir
  10. Eu ouvia essa oração no final dos anos 50 e inícios dos 60, pela radio Difusora de Mossoró RN o Locutor era o Genildo Miranda dono de uma invejável. Eu duvido que alguém exclamasse essa oração melhor que ele.

    ResponderExcluir
  11. De fato, linda oração! Embora sua autoria tenha sido subtraída devido a perseguições políticas que meu avô, Carlos Rios, sofreu. Dente elas a proibição da citação de seu nome na rádio Club/PRA 8 como o autor da Ave Maria. As palavras dele ficaram e ficarão. Apesar dos depoimentos de personalidades dignas que vivenciaram o feito, afirmarem ser do jornalista Carlos Rios, tentam imputar a outrem a autoria. Ele escreveu essa oração para o 5º congresso internacional eucarístico ocorrido no Recife em Setembro de 1939, houve um concurso e ele venceu. A própria rádio Clube citava seu nome como autor e o nome do locutor aos ouvinte, antes dos fatores políticos proibitivos que tantos malefícios o causaram. Essa frase foi o que ele praticou perante seus algozes: "O homem dobra os joelhos, abranda a sua ira, esquece os seus sofrimentos" não foram palavras ao vento ditas da boca pra fora, era o que existia nele. Grata pela divulgação da Ave Maria - Nara Rios Padilha / Recife PE

    ResponderExcluir
  12. sera que alguem tem essa gravação origihnal ? seria muito bom compartilhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wu sou um q a muito tempo tento conseguir a original q e um show á parte e ainda não consegui

      Excluir
  13. Aí que linda essa prece vocês teriam o áudio da hora do ângelus que pudessem publicar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é a gravação original mais tenho esta que eu mesmo gravei: https://www.youtube.com/watch?v=AK5-QSnmO48&lc=UgxKQFd0eOeo5tF0T794AaABAg

      Excluir
  14. Ouvia na minha infancia linda demais md recorda minha mae.

    ResponderExcluir
  15. Que belo presente, Zé Melo!
    Alguns trechos dessa prece estavam gravados na minha memória e me trazem a lembrança de um precioso tempo já muito distante, mas a prece, na íntegra assim, eu não conhecia. Lendo agora, me transporto, no tempo e no espaço, revivo e revejo pessoas, lugares e lembranças inesquecíveis. Agradeço essa "hora mágica" que me traz agora com essa belíssima prece que marcou para sempre uma bela e inesquecível época vivida na nossa bela e inesquecível terra - Custodia.
    Laíse Rezende

    ResponderExcluir