7 de maio de 2014

[História Local] Situação de Custódia após o Golpe de 1937


Governo Constitucional

Teve início em julho de 1934 com a eleição de Vargas pelo Congresso Constituinte e terminou em 10/11/1937 com o golpe do Estado Novo, quando Getúlio instituiu novo regime político. 

O crescimento de movimentos de inspiração fascista, encarnados principalmente pela Ação Integralista Brasileira, propiciou a união de setores socialistas e liberais na formação de uma frente política, a ANL. Com Luís Carlos Prestes na sua presidência e sob forte influência do PCB, a ANL iniciou uma campanha de agitação popular, o que levou Vargas a determinar seu fechamento e a prender alguns militantes.


Efeito do Golpe de 1937 em Custódia

Nessa época o Presidente da Câmara de Vereadores era Ernesto Queiroz, por diversas vezes, assumiu a Chefia do Executivo. Com o Golpe de Estado de 10 de Novembro de 1937 a situação em Custódia não sofreu solução de continuidade, sendo o Major Inocêncio parente do Interventor Agamenon Magalhães, foi conservado à frente da Prefeitura Municipal. Se afastou apenas à pedido por motivo de doença em 11 de maio de 1939, quando, pelo Ato nº 1.237, Ernesto Queiroz foi nomeado substituto.

Fonte: Livro "Um coronel sem patente" (Ernesto Queiroz Júnior)

Nenhum comentário:

Postar um comentário