15 de dezembro de 2015

[Opinião] CRÔNICA DE UMA EPIDEMIA ANUNCIADA

Por Jorge Remígio

Escrevo este texto, não como uma posição partidária de qualquer coloração. Não estou defendendo lados, mas, indignado como custodiense que sou e preocupado com o estado de coisas a que chegou ao nosso município. 

Essa tragédia foi anunciada há exatos doze meses atrás, quando a cidade foi acometida por um grande surto da chikungunya. 

A proliferação do mosquito de nome estranho “aedes egypti”, faz-se necessário às condições ideais para o seu crescimento vertiginoso, e em Custódia, ele a encontrou sem sombras de dúvidas. Basta voltarmos às várias administrações pífias do nosso município, onde nunca houve preocupação com a prevenção. 

Todos os meus conterrâneos sabem perfeitamente que a nossa cidade sempre foi um “paraíso” para as muriçocas. Parente bem próximo do famoso mosquito. Os lixões da minha amada cidade e negligenciada pelos gestores que se sucedem na administração, sempre foram vizinhos bem próximos da população. As fotos anexas ao texto é uma realidade. 

No momento não cabe culpar A ou B, porque todos tem uma parcela de culpa. Os vereadores, da oposição e da situação, porque nunca se importaram com o lixo da cidade, a maioria esmagadora dos habitantes são passíveis, não reclamaram, não denunciaram em momento anterior ao clímax da tragédia, eu também me incluo nessa parcela. 

Seria interessante lembrar também para o gestor atual, que argumentos inconsistentes não justificam e nem exime sua parcela de culpa significativa no caos que ora assola nosso município.

Obs. Esse canal que corta a Av. Inocêncio Lima, dista menos de 100 metros do centro da cidade. 



As fotos 1 e 2, foram feitas na administração atual. Dia 22 de junho de 2015. 




A 3, 4 e 5, na administração anterior. Mês de abril de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário