6 de julho de 2013

Distrito de Caiçara - História


Características do Povoado Caiçara

No século XVIII, uma família “Rodrigues de Melo” descendentes de católicos, vindo do Rio Grande do Norte, estabeleceu-se aqui como donos destas terras que chamava-se “Logradouro“. Esta mesma família elevou o nome das terras à Fazenda Caiçara.

Construíram uma capela e colocaram como padroeiro o Sagrado Coração de Jesus e em12/03/1980 o Padre Josef Butheniez celebrou a 1ª missa e só em 11 de setembro de 1984 o Decreto:

“Toda área denominada fazenda Caiçara fica considerada Perímetro Urbano“. Caiçara hoje se destaca como um dos povoados que serve de cartão postal para o nosso município. Entre os prédios públicos destaca-se: O Espaço Cultural que é o mais belo e acolhedor da região. Caiçara também conta com um Centro Vocacional que é modelo no sertão pernambucano.

Em Caiçara, a água que abastece a população é proveniente de um dos poços, localizado na Fazenda Porteiras. A principal escola do distrito é a Luis Crispino Bezerra. A maior parte das escolas funciona no turno da tarde. Aqueles que querem dar continuidade aos estudos (5ª série em diante) são obrigados a se deslocarem para Custódia. Caiçara apresenta uma área urbanizada, formada por uma via dupla calçada, praça, igreja, posto de saúde, espaço cultural, escolas, “vendas” e casas, além de um dessalinizador.


Apresenta uma área de 104 km². O acesso pode ser feito pela BR-232 até a sede municipal e daí percorre-se pela PE-312, cerca de 20 Km na direção sul.

O distrito participa do projeto “Conhecendo e Mobilizando o Social no Moxotó IV“, programa de Água Subterrânea para a região Nordeste, desenvolvido pela PROASNE, fruto de uma cooperação técnica firmada entre o Canadá e o Brasil desde 1999 com vista a transferência de uma tecnologia para a captação de água subterrânea, perfuração de poços no semi-árido, bem como o tratamento de água promovendo o processo de dessalinização no Nordeste do Brasil.

Professores e alunos do curso de Serviço social da UFPE estão engajados com a população residente na região de Samambaia, Caiçara e povoados de Fazenda Nova e Salgado, localizados em nosso município, assumiram o trabalho social tendo como objetivo: a sistematização do conhecimento local a respeito das potencialidades no semi-árido nordestino; criação de condições para a participação comunitária na implementação de projetos alternativos ao uso, beneficiamento, preservação e gestão da água; fomentação e/ou reforço do associativismo local ampliando os padrões de sociabilidade, equidade de gêneros e o empoderamento social.


Nenhum comentário:

Postar um comentário