22 de março de 2016

Sob discurso inflamado, Manuca ataca prefeito Luiz Carlos e chama políticos locais de moleques


Sob fogo cerrado disparado o empresário e pré-candidato a prefeitura de Custódia, Emanuel Fernandes, Manuca deu uma demonstração de que sua ousadia política é muito maior do que estimam seus adversários. Com um discurso inflamado, Manuca não poupou críticas a administração do prefeito Luiz Carlos, durante o ato de filiação ao Partido Social Democrático (PSD), realizado na última sexta-feira (18), na Câmara Municipal.

Na maior parte do seu discurso de mais de 20 minutos, o empresário deu tom de denúncia ao que define como “perseguição” do grupo situacionista a ele próprio. Numa catilinária em que pontuou ataques contra a atual administração, Manuca de Zé do Povo denunciou que famílias ricas estavam mamando nas tetas da prefeitura e que alguns bairros estavam esquecidos na cidade por serem ligados a seu pai Zé Esdras e ao ex-prefeito Nemias Gonçalves.

Manuca declarou a Luciara, pré-candidata a vice, que não irá pagar com a mesma moeda que recebeu do prefeito Luiz Carlos e pediu desculpa ao povo custodiense, alegando que fez parte do governo apenas cinco meses. “Peço desculpa a população, porque só fiz parte do governo cinco meses, ou melhor nunca fiz parte, a gente costuma dizer que ganhou, mas não levou, porque quem ganhou foram aqueles que pensaram no bem familiar, esquecendo a a população”.

Depois de várias críticas, Manuca ainda afirmou que Custódia não tem uma rua sem buraco e que Luiz Carlos (PT) foi o único prefeito da história política que conseguiu regredir Custódia. Num momento de zanga, Manuca soltou o verbo, chamando de moleques os responsáveis pelas matérias ‘tendenciosas e medíocres’ elaboradas na tentativa de macular seu nome. “O moleque de um homem não é pela idade, mas pelas atitudes e mentiras, espalhando altos salários pagando a blogueiros para tentar denigrir imagens, isso é partir para uma política baixa” finalizou. (Itamar França)

Nenhum comentário:

Postar um comentário