9 de fevereiro de 2016

Partidos vão ao Supremo contra resolução da Justiça Eleitoral para eleições municipais


Disputa suprema: Dirigentes de ao menos 33 partidos vão ao STF (Supremo Tribunal Federal), logo após o Carnaval, contra resolução da Justiça Eleitoral que proíbe as agremiações de lançarem candidatos a prefeito e a participarem de alianças em cidades onde não haja diretório municipal registrado. Eles consideram o expediente “uma afronta do TSE ao Legislativo”, e sustentam que, durante a discussão da reforma política na Câmara, o tema foi debatido e rejeitado pelos deputados.

Carta Magna: “Quando determina que os partidos criem diretórios, o TSE está interferindo na autonomia partidária, garantida pela Constituição, para definir suas estruturas internas. Logo, essa resolução é inconstitucional”, diz Marcos Pereira, presidente nacional do PRB.

Alalaô: Integrantes da Fazenda brincam que sairão neste Carnaval vestidos a caráter. Um grupo usará fantasia de meta flexível, outro de gasto rígido. “Barbosa sairá num bloco sem bandas”, diz um deles, sobre a proposta do chefe de fixar intervalo para o superávit primário.

Tipo filho: Apesar das críticas à condução da política econômica do governo, o ex-presidente Lula não está bravo com o ministro Nelson Barbosa. “Mas também não está contente”, afirma um interlocutor do petista.

Dor de cotovelo: Está pegando mal entre petistas a falta de defesa pública da presidente Dilma em relação a seu antecessor. “Ele que a elegeu, que brigou com Aécio [Neves] por causa dela, e que sofre com a Polícia Federal fazendo o que quer contra ele.”

Balangandã: No comercial que levará ao ar nesta terça (09), o PT recorrerá ao “espírito de Carnaval” para tentar resgatar o otimismo em relação ao partido e ao país. Sem a participação de políticos, o vídeo mostra apenas atores fantasiados e referências às diferentes festas pelo Brasil. (Via: Painel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário