9 de dezembro de 2015

Novos números da microcefalia no Brasil; PE continua liderando

Os casos suspeitos de bebês com microcefalia (má-formação do cérebro) continuam aumentando no Brasil e chegam a 1.761 em 422 municípios de 13 Estados e no Distrito Federal, segundo um novo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (8) em Brasília (DF). No balanço foram constatados 19 óbitos de bebês com microcefalia em oito Estados.

O total de casos mostra um crescimento de 41% dos casos comparado ao último balanço, quando foram registrados 1.248 bebês com suspeita de microcefalia no país.

Os casos do balanço divulgado hoje foram contabilizados até 5 de dezembro e ainda são considerados suspeitos porque o Ministério trabalha com a hipótese de que a explosão de casos tem relação com o zika vírus.

A partir desta terça-feira (8), todos os casos notificados de microcefalia levarão em conta o novo protocolo do ministério, que aponta que o diagnóstico de microcefalia será dado a bebês que nasçam com a circunferência craniana igual ou menor do que 32 centímetros. Antes, era considerada microcefalia casos de crianças com o crânio igual ou inferior a 33 centímetros.

O Estado de Pernambuco continua tendo o maior número de casos (804, mas sem casos de morte), seguido da Paraíba (316 com uma morte); Bahia (180 casos com duas mortes); Rio Grande do Norte (106 casos e sete mortes); Sergipe (96 casos e quatro mortes); Alagoas (81 casos); Ceará (40 casos e uma morte); Maranhão(37 casos e uma morte); Piauí (36 casos e uma morte); Tocantins (29 casos); Rio de Janeiro (23 casos e duas mortes); Mato Grosso do Sul (nove casos); Goiás(três casos) e Distrito Federal (um caso). (UOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário