11 de junho de 2014

Edital de concurso do INSS está programado para junho

Rio - O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aguarda resposta do Ministério do Planejamento para abrir concurso até junho. Cerca de 1.500 vagas de técnico do seguro social — de nível Médio — foram solicitadas. O cargo tem remuneração de R$4.400,87. Por conta do ano eleitoral, a seleção deve ocorrer até o fim do ano. É o que prevê o diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella.


Cristhiane Cardoso (ao centro de azul) diz que prefere estudar em grupo. “Um tira a dúvida do outro”, dizFoto: Divulgação

Ele informa que o último concurso foi realizado em 2011 pela Fundação Carlos Chagas (FCC), que pode ser a banca organizadora do próximo. “Enquanto o INSS não escolhe, a única referência do candidato é a FCC. Com isso, ele deve estudar para a próxima prova baseando o estudo no último edital e com questões da última banca”, conta.

Estrella diz que na última prova foram 60 questões divididas em conhecimentos básicos e específicos. A básica foi composta por 20 questões entre as disciplinas de português, ética, direito constitucional, direito administrativo, incluindo a Lei 8.112, informática e raciocínio lógico (RLM). Esta última incluiu conhecimentos de matemática básica.

“Perceba que existe um grande volume de disciplinas e conhecimentos para um pequeno número de questões. Essa característica torna ainda mais importante uma boa preparação por parte do candidato”, observa o diretor da Academia do Concurso.

Fernando Bentes, diretor do site Questões de Concursos, criou uma estratégia de estudo para ajudar o concurseiro. Segundo ele, 60% deve ser dedicado aos conhecimentos específicos (Legislação Previdenciária), 30% a conhecimentos gerais e 10% à Língua Portuguesa. “Com essa porcentagem, o candidato pode adaptar-se ao seu tempo de estudo. Afinal, há pessoas que só têm a manhã livre, outras à noite e algumas apenas os fins de semana. Contanto que respeite esta proporção”, orienta.

A fisioterapeuta Cristhiane Cardoso, de 44 anos, aluna do site Questões de Concursos, estuda em grupo com os amigos e diz que faz diariamente as questões que constam no site. “Isso ajuda a sedimentar o conteúdo necessário. Treinamos provas anteriores e um ajuda o outro com a dificuldade do grupo”, relata a concurseira, que fez a última prova do INSS para o cargo de sua formação profissional.

Português e raciocínio

Lílian Furtado, professora do site Gabarita Português, alerta o candidato a dar atenção para os assuntos de crase, regência verbal e nominal, concordância verbal e nominal, pontuação, conjunções e interpretação. “É importante saber os casos em que o uso do acento grave é proibido e os casos facultativos. Em relação à regência é importante memorizar os verbos ‘lembrar-se’ e ‘esquecer-se’, ‘preferir’, ‘visar’ e ‘assistir’”, explica a professora de Português.

Especialista em raciocínio lógico, Vinícius Werneck diz que se a banca for mesmo a FCC o candidato não pode deixar de estudar tópicos como Tabela Verdade, Tautologias e Proposições. “Um dos assuntos mais cobrados na última prova foi o conceito de Tabela Verdade. Por isso, o candidato deve dar uma atenção especial a esse tópico na hora dos estudos”, diz Werneck, aconselhando o estudo pelas questões de provas anteriores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário