5 de março de 2014

Professores de ST iniciam luta por aumento de salários e podem parar atividades

Após preferir brincar o Carnaval fora de Serra Talhada, o prefeito Luciano Duque (PT) pode ter o primeiro confronto do ano com os professores da rede municipal de ensino, ainda neste mês de março. Na semana passada, cerca de 400 trabalhadores em educação definiram, durante assembleia na Câmara de Vereadores, que será entregue uma pauta de reivindicação ao prefeito petista com vários itens.

Entre eles, reajuste salarial de 15% e pagamento do reajuste retroativo dos aposentados referente a 2013. Os professores também reivindicam aumento de 4% na progressão de titulação e de 3% na progressão de nível.


Mas isto é apenas o começo. De acordo com o vereador Sinézio Rodrigues (PT), que também é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintest), ficou decidido que haverá uma parada de três dias neste mês de março.

“Vamos aderir a paralisação nacional que está sendo convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE). Isto vai acontecer nos dias 18, 19 e 20 de março. Todas as escolas do município irão parar”, confirmou Rodrigues.

A decisão da categoria vai marcar mais um capítulo da relação conflitante entre o prefeito Duque e o vereador Sinézio Rodrigues. No ano passado houve muita troca de farpas entre os dois e recados pela imprensa.

“A pauta será entregue ao prefeito e esperamos que ele (Duque) abra um canal de negociação com a categoria. Acho que o diálogo ainda é o melhor negócio”, explicou o vereador-sindicalista.

Farol de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário